Scott Kelly, o astronauta que compartilhou um ano no espaço nas redes sociais

Carmen Rodríguez

O astronauta americano Scott Kelly retornou na quinta-feira à Terra após observá-la durante um ano por uma escotilha. Uma vista privilegiada que compartilhou nas redes sociais com imagens espetaculares e lembranças da vida no espaço.

Kelly chegou à Estação Espacial Internacional (ISS) no dia 27 de março do ano passado e durante esse tempo conseguiu quase um milhão de seguidores no Twitter e mais de 800 no Instagram.

"Boa noite da Estação Espacial", assim terminava cada dia de sua jornada no Twitter, mensagem que costumava ser postada com uma foto da Terra, do espaço ou das espetaculares auroras boreais sobre a atmosfera terrestre que contemplava a 400 quilômetros do planeta.



Ao longo dos 340 dias de missão que o americano compartilhou com o astronauta russo Mikhail Kornienko, a atividade de Kelly nas redes sociais disparou sua popularidade.

Vestido de preto e verde, careca e com os óculos quase sempre sobre a testa, a imagem de Kelly se tornou habitual na internet, onde fez brincadeiras, contou curiosidades da vida na ISS e mostrou como as pessoas na estação acomapanham o que acontece na Terra.

"Contagem regressiva. Estamos prontos para um despertar. Terra, estarei de volta amanhã (quinta-feira)! Boa noite da Estação Espacial Internacional", escreveu horas antes de iniciar a viagem de volta. Após a mensagem, o americano publicou uma série de imagens do último amanhecer visto da instalação.

Ainda na estação, Kelly alimentar as redes sociais e conversou com internautas, respondendo diversas perguntas no portal "Reddit", e gravou vídeos de curiosidades para o canal da Nasa no YouTube.

Com a reputação de astronauta midiático, o americano concedeu coletivas de imprensa e entrou ao vivo em canais de televisão, sempre com o microfone em mãos enquanto flutuava por efeito da falta de gravidade.

O que mais impressionou os seguidores de Kelly foram as mil fotos compartilhadas no Twitter e as centenas disponibilizadas no Instagram.

"Alguns lugares do nosso mundo parecem fantasmas", postou durante a noite de Halloween, junto à imagem de uma paisagem em tons brancos fotografada da ISS.

A África foi o continente que mais sensibilizou o astronauta por suas incríveis imagens, principalmente do deserto, de acordo com as publicações nas redes sociais.

"Vou sentir saudades das cores da África, dessa areia, mas estou ansioso para ver a areia de uma praia de perto", brincou o astronauta.


Apesar de dar destaque para alguns cenários, a câmera de Kelly não deixou quase nenhum lugar sem ser notado, desde o Himalaia aos Andes, passando pelas grandes cidades, das quais mostrou espetaculares imagens noturnas e inclusive chegou a propor jogos aos internautas para que adivinhassem o local das fotos.

As imagens do espaço também serviram para o americano mostrar a fragilidade da Terra, com fotos sobre o desmatamento, que "muda a cara das florestas tropicais do Amazonas", e outras da seca ou dos incêndios na Califórnia.

Selfies do espaço em alguns de seus passeios externos, momentos de descontração enquanto os companheiros assistiam o filme "Perdido em Marte", malabarismo com laranjas e limões com a ajuda da gravidade zero e imagens da comida do dia de Ação de Graças também compartilhados nas redes sociais.

Durante 12 meses, Kelly trabalhou como "cientista, médico, empregado doméstico, fazendeiro e, em algumas ocasiões, encanador", disse em um tweet.

Entre os resultados das habilidades como fazendeiro, o astronauta postou uma foto da primeira flor crescida na Estação Espacial Internacional, uma zínia, nascida em um dos mais de 400 experimentos que realizou.

Kelly já queria retornar à Terra, segundo admitiu recentemente em uma conversa com jornalistas, mas deixou claro que poderia "ficar outros cem dias no espaço, inclusive um ano, fosse necessário".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos