Artista quer enviar mensagem interestelar para unir os habitantes da Terra

Noemí G. Gómez

Em Madri

  • Reprodução

Enviar mensagens ao espaço não é novo; por exemplo, em 1977, a Nasa mandou nas duas sondas espaciais Voyager discos com imagens e sons de nosso planeta, e agora um artista quer repetir o feito com uma mensagem digital, global e participativa, porque quase 40 anos depois o mundo não é mais o mesmo.

No projeto de 1977 esteve envolvido um pequeno grupo de especialistas, entre eles o famoso astrofísico americano e divulgador científico Carl Sagan (1934-1996) e Jon Lomberg, um artista e divulgador que agora está empenhado em repetir o feito, mas em grande estilo.

Seu projeto chama-se "One Earth Message" (Uma mensagem da Terra) e seu objetivo é criar uma nova mensagem digital interestelar representado a Terra elaborada por seus habitantes, que "subirá a bordo" da sonda espacial New Horizons da Nasa que se encontra além de Plutão, diz Lomberg.

O objetivo de Lomberg é que em três anos pessoas de todo o mundo possam começar a mandar suas ideias -- imagens, sons ou qualquer outro material -- e que em 2019 o grande mosaico seja enviado.

A comunicação final será resultado de uma eleição por votação popular e ocupará 150 megabytes (em 2019 a New Horizons terá lugar para carregar novos dados), detalha o artista.

"É uma oportunidade única para que as pessoas do planeta possam colaborar na elaboração de uma mensagem interestelar", afirma Lomberg, que acrescenta que este projeto tem dois alvos.

Um, os extraterrestres, e outro as pessoas na Terra, que terão acesso a todas as informações recompiladas em um site e a uma mensagem final.

É que, segundo Lomberg, um dos principais objetivos deste projeto é por em contato milhares de pessoas de todo o mundo (inclusive de tribos isoladas, às quais será facilitada a transmissão de suas mensagens).

"A Terra tem muitos problemas e qualquer iniciativa que junte as pessoas é muito importante".

"O mundo não é o mesmo, é hora que lançarmos uma nova mensagem sobre o estado do planeta".

Ainda é cedo, mas nesta comunicação global haverá espaço para a música. Neste sentido, Lomberg pretende convocar músicos reconhecidos mundialmente -- como Paul McCartney -- para que encham este espaço com canções ou partes de canções que desejem ou com uma composição nova.

Quando na década de 70 a Nasa mandou imagens e sons nas sondas espaciais Voyager, não enviou nada negativo.

Isto, de acordo com Lomberg, tem que ser diferente desta vez: não se pode falar do mundo sem falar de seus problemas e falando deles, talvez, encontremos algumas soluções; "é um grande desafio".

Lomberg lembra que é pintor e quando um artista pinta um autorretrato "aprende muito". Isto é o que acontecerá com este projeto, com o qual será feito um autorretrato da Terra.

"Será muito interessante para sociólogos e artistas", afirma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos