Nova técnica de neuroimagem mostra efeitos do LSD no cérebro

Washington, 13 abr (EFE).- Uma técnica pioneira de neuroimagem mostra novos efeitos no cérebro que podem ser causados pela droga sintética LSD, segundo publicou nesta quarta-feira a revista especializada "Current Biology".

O principal efeito do LSD, uma das drogas alucinógenas mais consumidas do mundo, é "perder a consciência", segundo o estudo liderado pela Real Academia Neerlandesa de Artes e Ciências e pelo Imperial College de Londres.

Quinze voluntários que nunca tinham usado nenhuma droga psicotrópica injetaram uma solução com 75 microgramas dessa substância e, após 70 minutos sob os efeitos do LSD, foram submetidos a um scanner cerebral.

Os efeitos alucinógenos do LSD já são conhecidos, mas nunca havia sido estudado como esta droga altera as funções cerebrais de seus usuários.

"Em condições normais, nosso cérebro se baseia em redes independentes que realizam funções especializadas separadamente, como ver, se movimentar e ouvir", explicou o coautor da pesquisa, Robin Carhart-Harris.

No entanto, "sob os efeitos do LSD, a separação entre estas redes se rompe e, em seu lugar, vemos um cérebro mais integrado ou unificado", acrescentou o médico, do departamento de medicina do Imperial College.

Essa dissolução de fronteiras ocorre na região do córtex que se encarrega da consciência e da captação de informação do exterior através dos sentidos, segundo explicou Enzo Tagliazucchi, do Instituto Holandês de Neurociência.

Assim, quando as regiões do cérebro "compartilham informação" criam a sensação de "dissolver as fronteiras do indivíduo", explicou Tagliazucchi.

O pesquisador afirmou que "a descoberta ressalta o valor que as drogas psicodélicas podem fornecer à ciência sob condições controladas de pesquisa".

Tagliazucchi manifestou sua vontade de continuar a usar drogas psicodélicas para investigar os estados de consciência, inclusive o sonho, a anestesia e o coma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos