Furacão "Gastón" ganha força e alcança categoria 3

Miami, 28 ago (EFE).- O furacão "Gastón", o terceiro que se forma nesta temporada no Atlântico, se fortaleceu e passou neste domingo para a categoria 3, com ventos máximos sustentados de 185 km/h, embora continue longe de áreas povoadas.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos indicou em seu boletim das 17h (horário local, 18h de Brasília) que o centro de "Gaston" está a cerca de 935 quilômetros da ilha de Bermuda.

O furacão, o primeiro dos considerados maiores que se forma nesta temporada na bacia atlântica, se desloca rumo ao noroeste a uma velocidade de cerca de 7 km/h.

Os analistas não esperam mudanças em sua força nas próximas 48 horas, segundo o NHC, que não emitiu alertas nem avisos de vigilância pelo ciclone.

A expectativa é que na segunda-feira gire em direção ao norte, depois ao nordeste e por último ao leste-nordeste na terça-feira, quando deve aumentar sua velocidade de translação.

Segundo imagens de satélite, os ventos sustentados com força de furacão se estendem a cerca de 35 quilômetros do centro e os ventos sustentados com força de tempestade tropical se estendem a 220 quilômetros.

No sábado à noite "Gastón" recuperou a força de furacão de categoria 1 que tinha tido até quinta-feira. Hoje se fortaleceu em seu avanço pelas águas abertas do Atlântico até a categoria 2 e agora passou à 3.

Das sete tempestades tropicais formadas no Atlântico desde o dia 1º de junho, três chegaram a se transformar em furacão - "Alex", "Earl" e "Gastón" -, sendo que o segundo deles provocou 54 mortes no México no início do mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos