Ciclone Hermine se aproxima do litoral nordeste dos EUA

Miami, 4 set (EFE).- O ciclone Hermine mantém neste domingo seu curso sobre o Atlântico, próximo do litoral nordeste dos Estados Unidos, e obrigou a ativação de dispositivos de emergência em estados como Nova Jersey e Nova York devido às fortes chuvas e correntes que serão geradas pelo sistema de baixa pressão.

De acordo com o boletim das 17h locais (18h de Brasília), do Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos EUA, o ciclone pós-tropical, que mantém características de tempestade tropical, apresenta ventos máximos constantes de 110 km/h.

Hermine se movimenta rumo ao leste-nordeste e nas últimas horas reduziu sua velocidade para 7 km/h. O ciclone está 495 quilômetros ao sul-sudeste de Eastern Tip, em Long Island (Nova York), e 540 quilômetros ao leste de Ocean City, em Maryland.

De acordo com o centro meteorológico americano, Hermine fará um giro rumo ao norte nas próximas horas e ficará ainda mais perto da costa nordeste dos EUA, mais precisamente da região da Nova Inglaterra, onde foi emitido um aviso de tempestade tropical para localidades litorâneas do estado de Massachusetts, como Martha's Vineyard e Nantucket.

A proximidade de Hermine, que não deve tocar o solo continental, mas se fortalecerá na segunda-feira, obrigou o governador de Nova Jersey, Chris Christie, a declarar ontem o estado de emergência para os condados de Ocean, Atlantic e Cape May.

Em entrevista coletiva oferecida hoje, Christie esclareceu que o impacto que será causado por Hermine não se assemelhará, "nem de perto", ao da tempestade tropical Sandy em 2012, mas, mesmo assim, advertiu sobre a probabilidade de inundações em algumas áreas do estado.

Em Nova York, as autoridades cogitam fechar algumas praias de Long Island na segunda-feira e alertaram os moradores sobre fortes ventos e inundações que acontecerão nas próximas horas, que poderão ocasionar atrasos e cancelamentos no sistema de transporte.

"Existe a possibilidade de inundações com risco de morte durante as próximas 48 horas no litoral norte de Long Island, ao leste de Flushing, e no sul" desta ilha, no estado de Nova York, informou o NHC.

Apesar de Hermine estar fora do litoral, seus ventos com força de tempestade tropical apresentam longo alcance e se estendem por até 370 quilômetros além do olho do ciclone, de acordo com o centro meteorológico americano.

Hermine tocou o solo continental nos EUA na madrugada da última sexta-feira, quando impactou a costa noroeste da Flórida como furacão de categoria 1, e ocasionou a morte de uma pessoa e cortes de energia elétrica que afetaram dezenas de milhares de lares e estabelecimentos locais.

O governador deste estado, Rick Scott, anunciou hoje que disponibilizou mais recursos para restaurar a eletricidade no condado de León, onde fica a capital Tallahassee, que ainda tem mais de 33 mil imóveis sem energia.

Na Carolina do Norte, a passagem de Hermine causou a morte do motorista de um caminhão, depois que seu veículo tombou por efeito dos fortes ventos, além de cortes de luz e inundações.

Hermine é a oitava tempestade tropical formada na bacia do Atlântico durante a atual temporada de furacões, que começou oficialmente no dia 1º de junho e termina em 30 de novembro.

Entre as oito tempestades tropicais formadas no Atlântico este ano, quatro chegaram a se transformar em furacão: Alex, Earl, Gastón e Hermine. O segundo destes deixou mais de 50 mortos no México no início de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos