Israel desenvolverá plano nacional para potencializar programa espacial

Jerusalém, 4 set (EFE).- Israel desenvolverá um plano para potencializar seu programa espacial, segundo foi decidido em reunião realizada neste domingo, após o acidente que nesta semana significou a perda do satélite de comunicações Amos 6 em Cabo Canaveral, na Flórida.

A porta-voz da Agência Espacial nacional e do Ministério israelense de Ciência, Tecnologia e Espaço, Libbi Oz, declarou à Agência Efe que o objetivo é ser mais competitivo "e conservar as conquistas tecnológicas da indústria espacial em Israel".

"Atualmente, o país possui uma política sobre desenvolvimento espacial, mas carece de um plano nacional", aspecto que será trabalhado no decorrer das próximas semanas, disse.

No sábado passado, o ministro de Ciência, Tecnologia e Espaço de Israel, Ophir Akunis, convocou os diretores das instituições espaciais do país para avaliarem as consequências da destruição do satélite na explosão que aconteceu na quinta-feira passada.

Amos 6 é o maior e mais sofisticado satélite já feito no país, fabricado pela Indústria Aeroespacial de Israel (IAI) para a privada Spacecom, com um custo de mais de US$ 200 milhões.

O objetivo do satélite era reforçar as comunicações do governo israelense e proporcionar serviços a partir do litoral dos EUA até Europa, África e Oriente Médio.

Um foguete Falcon 9 deveria ter lançado Amos 6 ao espaço no sábado, das instalações da empresa Space X no Centro Espacial Kennedy, junto à estação de lançamento de Cabo Canaveral. O incidente significou um duro golpe para a indústria israelense por poder atrasar o desenvolvimento espacial do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos