China lança microssatélite desde seu laboratório espacial

Pequim, 23 out (EFE).- A China lançou neste domingo um microssatélite desde seu laboratório espacial Tiangong-2, pouco depois que a cápsula espacial Shenzhou-11, tripulada por dois astronautas chineses, se aclopou ao mesmo, informou a Academia chinesa de Ciências.

O satélite, com um peso de 47 quilos e um tamanho similar ao de uma impressora, foi lançado ao espaço às 7h31 local (21h31, em Brasília) desde o Tiangong-2, onde desde esta dois astronautas chineses realizam trabalhos, recolhe a agência oficial "Xinhua".

O microssatélite orbitará perto do Tiangong-2 e da Shenzhou-11 no final de outubro e seu principal objetivo será tirar fotografias externas destes com a câmera de alta definição que incorpora.

O aparelho, que é capaz de realizar testes de controle orbital e processar e transmitir dados a alta velocidade, também realizará outros experimentos no espaço, como monitorar resíduos espaciais.

O laboratório Tiangong-2 foi lançado ao espaço em 15 de setembro e na quarta-feira a cápsula espacial Shenzhou-11, tripulada por dois astronautas, se acoplou com sucesso para começar as comprovações e os experimentos para os quais tinha decolado dois dias antes.

O Tiangong-2 será o lar dos astronautas Jing Haipeng e Chen Dong durante 30 dias, antes de empreenderem seu retorno à Terra.

O objetivo desta missão -a sexta tripulada do país asiático- é acumular experiência visando a abertura da futura estação espacial que a China prevê ter completa em 2022, com a qual espera se transformar em potência mundial neste setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos