Otto se transforma em furacão a caminho de Costa Rica e Nicarágua

Miami, 22 nov (EFE).- Otto se transformou em furacão nesta terça-feira ao alcançar ventos máximos sustentados de 120 km/h a caminho de Costa Rica e Nicarágua, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

O sétimo furacão da atual temporada no Oceano Atlântico mantém o deslocamento rumo ao oeste com uma velocidade de translação de 4 km/h, indicou o NHC no boletim das 16h (hora local, 19h em Brasília).

O furacão está 485 quilômetros a leste-sudeste de Bluefields, na Nicarágua, e cerca de 375 quilômetros ao leste de Puerto Limón, na Costa Rica.

Segundo as projeções do NHC, Otto pode alcançar a região fronteiriça entre Costa Rica e Nicarágua na próxima quinta-feira ao meio-dia, para passar ao Oceano Pacífico nas horas seguintes.

Otto bateu o recorde do furacão que se forma mais tarde na temporada oficial no Mar do Caribe, após superar Martha, que se transformou em furacão no dia 21 de novembro de 1969.

O NHC, com sede em Miami, detalhou que há vigilância de furacão, ou seja, a passagem do fenômeno em 48 horas, desde o limite da Costa Rica e do Panamá até o sul da cidade de Bluefields, na Nicarágua. Há também um aviso de tempestade tropical, a passagem do sistema em 36 horas, para a cidade panamenha de Colón e a ilha de Nargana.

Nesta temporada de furacões no Atlântico, que começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro, foram formadas 15 tempestades tropicais, das quais sete se transformaram em furacões: Alex, Earl, Gastón, Hermine, Matthew, Nicole e Otto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos