Tóquio tem primeira nevasca em um mês de novembro em mais de 50 anos

Em Tóquio

  • AFP

Uma incomum queda de temperatura fez com que caísse, nesta quinta-feira (24) sobre Tóquio, a primeira nevasca registrada no mês de novembro na capital japonesa em 54 anos, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA).

A agência espera uma acumulação de neve de aproximadamente 2 centímetros em Tóquio e de mais de 17 centímetros nos arredores da cidade, e onde as temperaturas caíram hoje e ficaram perto ou abaixo de zero graus, possibilitando o fenômeno atmosférico.

O consumo de energia da capital japonesa chegou a alcançar 95% da capacidade de fornecimento da rede elétrica nesta manhã, devido ao aumento do uso de calefação, segundo confirmou a Tóquio Electric Power (TEPCO).

A companhia solicitou em seu site que se economize energia para que ela possa atender a forte demanda da população, mais acostumada aos terremotos que a neve.

A rede de transportes também foi afetada pela nevasca: algumas linhas de trens foram suspensas ou sofreram atrasos durante a manhã, por conta do acúmulo de neve sobre os trilhos.

Enquanto isso, a companhia aérea japonesa ANA teve que cancelar seis voos que sairiam do Aeroporto Internacional de Tóquio.

A neve começou a cair sobre o centro de Tóquio às 6h15 (hora local), 40 dias mais cedo do que a média e 49 antes em relação ao ano passado, segundo dados do órgão recolhidos pela agência local "Kyodo".

Segundo a agência meteorológica japonesa, a causa do fenômeno é uma frente que se movimentou para o leste, perto das ilhas de Izu, e uma massa de ar frio de uma temperatura de três graus abaixo de zero e uma altitude de cerca de 1,5 mil metros que se estendeu sobre a região de Kanto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos