Tufão Nock-Ten deixa 5 mortos e 8 desaparecidos nas Filipinas

Bangcoc, 27 dez (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram e oito continuam desaparecidas nas Filipinas por causa da passagem do tufão Nock-Ten, que deixou em seu caminho um rastro de destruição na parte central do arquipélago, segundo a imprensa local.

As autoridades informaram da morte de um fazendeiro por causa da queda de uma árvore e sobre um pescador eletrocutado, ambos na província de Quezon, que se somam às três mortes reportadas na segunda-feira, as de um casal de idosos afogados e de uma mulher morta pela queda de um muro.

A Guarda-Costeira filipina procura oito marinheiros que viajavam em um cargueiro que virou perto da cidade de Batangas, por onde passou o tufão, segundo o jornal "The Philippine Star".

O Nock-Ten, que chegou às Filipinas com ventos constantes de 185 km/h e rajadas de até 255 km/h, perdeu força em seu avanço e se encontra nesta terça-feira no mar da China Meridional com ventos de 120 km/h, após passar na véspera perto de Manila.

Mais de 20 mil casas foram destruídas, e várias estradas, pontes e outras infraestruturas estão danificadas pela passagem do tufão, que segundo o relatório inicial causou estragos milionários no setor agrícola.

O Conselho Nacional para a Redução e Controle do Risco de Desastres, que coordena a resposta e emite boletins periódicos sobre a situação, informou sobre 383.087 evacuados e 72.869 desabrigados.

O Nock-Ten é o terceiro tufão na história das Filipinas que chega ao país durante o Natal, depois de Jean (1947) e Lee (1981).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos