Com 30 graus negativos, russos celebram Natal em Moscou

Moscou, 7 jan (EFE).- A capital da Rússia amanheceu neste sábado com quase 30 graus abaixo de zero (29,8), a temperatura mais baixa em um dia do Natal neste século, informou o serviço meteorológico do país.

Por esse motivo, a prefeitura da cidade se dirigiu aos moscovitas, especialmente os mais idosos, para que evitem sair à rua e, caso seja necessário, que o façam com roupas adequadas.

A administração municipal também pediu aos motoristas que não saiam de carro e optem pelo transporte público, já que, devido às baixas temperaturas e ao mal estado das estradas, o número de acidentes aumenta notavelmente.

A redução das temperaturas coincidiu ontem à noite com a missa do Galo e hoje com o Natal ortodoxo, por isso as autoridades locais decidiram disponibilizar 130 ônibus para que os fiéis se protejam do frio frente aos principais templos da cidade.

O Ministério de Situações de Emergência também decidiu instalar cozinhas de campanha nos principais locais de feriado escolar, de parques a centros recreativos, para oferecer gratuitamente comida aos transeuntes.

Segundo o serviço meteorológico russo, o dia do Natal mais frio que se lembra em Moscou aconteceu em 1891, quando os termômetros marcaram 34,8 graus negativos.

As temperaturas na capital começaram a cair repentinamente durante esta semana e seguirão assim até o início da próxima, quando espera-se que os termômetros marquem até 35 graus negativos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos