Topo

Morre aos 97 anos o famoso matemático chinês Wu Wenjun

Jin Liwang/Xinhua
O matemático chinês Wu Wenjun Imagem: Jin Liwang/Xinhua

Em Pequim

08/05/2017 00h38

O matemático chinês Wu Wenjun, um dos mais destacados cientistas mundiais no campo da topologia algébrica, morreu neste domingo (7) em Pequim aos 97 anos, cinco dias antes de seu 98º aniversário, informou a agência oficial "Xinhua".

Nascido em Xangai no dia 12 de maio de 1919, Wu se formou na Universidade de Jiaotong, nessa mesma cidade, no começo dos anos 40, e no final dessa década emigrou para a França para continuar seus estudos em Estrasburgo.

No país, já atingiu suas primeiras descobertas e conseguiu batizar uma operação algébrica com seu nome, "a fórmula Wu", mas em 1949, coincidindo com a proclamação do regime comunista chinês, emigrou repentinamente e sem se despedir de seus colegas na França e retornou à China.

Em seu país foi renomado membro da estatal Academia Chinesa de Ciências em 1957 e em 2000 recebeu junto com outro destacado cientista do país, o "pai do arroz híbrido" Yuan Longping, o maior prêmio nacional de pesquisa.

Wu recebeu o Prêmio Supremo Estatal de Ciência e Tecnologia das mãos do então presidente Jiang Zemin, na primeira edição em que foi concedido.

O pesquisador também desenvolveu seus estudos em outros campos alheios à topologia algébrica, como a resolução automática de teoremas geométricos, a teoria dos jogos e a história da matemática, e também recebeu prêmios internacionais, como o Shaw (o "Nobel asiático") em 2006.