Tremor de 6,5 graus nas Filipinas deixa dois mortos e 50 feridos

(Atualiza o número de vítimas e acrescenta dados)

Manila, 6 jul (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram e 50 ficaram feridas no terremoto de 6,5 graus de magnitude que atingiu nesta quinta-feira a ilha de Leyte, na região central da Filipinas.

Em Kananga, uma pessoa perdeu a vida e dez ficaram feridas após o desabamento de um edifício de três andares por conta do tremor, declarou aos meios filipinos Rowena Codilla, prefeita dessa população situada no norte de Leyte e com uma população de cerca de 56 mil habitantes.

Outra vítima mortal e 40 feridos foram registrados em Ormoc, uma população maior, com cerca de 215 mil habitantes.

Segundo o prefeito de Ormoc, Richard Gomez, a morta é uma filipina de 18 anos cuja casa foi sepultada por um deslizamento de terra.

Gomez acrescentou à emissora de rádio "DZMM" que a jovem tinha um bebê de cinco meses que foi salvo.

As operações de resgate e assistência aos danificados estão em andamento.

O terremoto causou interrupções no fornecimento de energia não só em Leyte, mas também nas vizinhas ilhas de Samar, Bohol, Panay, Negros e Cebú.

Os aeroportos de Leyte não sofreram danos, segundo as autoridades da aviação civil, o que permitirá a chegada de assistência à ilha.

Os sismólogos localizaram o epicentro do tremor a 12,3 quilômetros ao nordeste de Ormoc e a 3,2 quilômetros ao nordeste de Masarayao.

Em novembro de 2003, a cidade de Tacloban, cerca de 35 quilômetros ao leste do epicentro, ficou arrasada pelo tufão Haiyan, que deixou 6,3 mil vítimas mortais e mil desaparecidos.

Um tremor de 6,7 graus na meridional ilha de Mindanao causou em 11 de fevereiro oito mortes e deixou cerca de 200 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos