Abe visita zonas arrasadas por chuvas enquanto segue o resgate de vítimas

Tóquio, 12 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou nesta quarta-feira as zonas do sudoeste de Japão mais castigadas pelas chuvas torrenciais da semana passada, onde morreram pelo menos 27 pessoas e outras 20 continuam desaparecidas pelo desastre natural.

A bordo de um avião das Forças de Auto Defesa (Exército) japonesas, Abe se deslocou a várias localidades das prefeituras de Oita e Fukuoka, na ilha de Kyushu, onde as precipitações recorde registradas desde quarta-feira deixaram o maior número de vítimas e os piores danos materiais.

Por causa das chuvas torrenciais, qualificadas pela Agência Meteorológica nipônica como o pior desastre natural em zona das últimas décadas, Abe decidiu retornar ao Japão na véspera e cancelar sua visita prevista à Estônia, que fazia parte de sua excursão europeia após comparecer à cúpula do G20 em Hamburgo (Alemanha).

As tarefas de busca e resgate após o desastre continuaram hoje em Kyushu, onde soldados das tropas japonesas e dos bombeiros conseguiram chegar a duas localidades onde mais de uma centena de pessoas continuavam completamente isoladas.

Além disso, foram encontrados os corpos de duas outras vítimas mortais, o que eleva o total de mortos a 27, enquanto 20 pessoas continuam desaparecidas.

Cerca de 1,3 mil habitantes de Oita e Fukuoka seguem hospedados em refúgios temporários depois que o temporal destruíu seus lares ou as vias de acesso às suas localidades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos