R.Dominicana: sobe de 17 para 24 número de províncias em alerta vermelho

Santo Domingo, 7 set (EFE).- A República Dominicana ampliou nesta quinta-feira de 17 para 24 o número de províncias em alerta vermelho, e mantém cinco em amarelo e três em verde, por causa da ameaça do poderoso furacão Irma, que passa agora em frente ao litoral norte do país.

Em uma coletiva de imprensa, o diretor do Centro de Operações de Emergência (COE), Juan Manuel Santos, alertou que ainda que o olho do furacão esteja muito ao norte do país, a precaução deve ser mantida.

Santos também explicou que se decidiu aumentar para vermelho o alerta em algumas províncias porque quando Irma estiver próximo às ilhas Turks e Caicos, "o fenômeno vai abranger praticamente todo o território nacional" e pode provocar inundações.

O diretor do COE disse que há dez comunidades isoladas e 2.055 casas afetadas, bem como 4.281 evacuados que foram levados para abrigos, enquanto que 2.526 pessoas estão em casas de familiares.

As autoridades também informaram que 7.500 turistas foram levados para hotéis da capital e de Santiago.

O olho do furacão Irma se moverá hoje sobre o norte do litoral da ilha Hispaniola (República Dominicana e Haiti) e o sudeste das Bahamas, após já ter deixado para trás Porto Rico, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Segundo o boletim do organismo das 15h GMT (12h em Brasília), o sistema está a 125 quilômetros a leste-nordeste de Puerto Plata (República Dominicana) e a 190 quilômetros a sudeste de Grande Turk (Ilhas Turks e Caicos).

O Escritório Nacional de Meteorologia (Onamet) dominicano mantém um aviso de furacão desde Cabo Engaño, próximo a Punta Cana, até a Bahia de Manzanillo (Montecristi), em toda a costa do norte do país, e um aviso de condições de tempestade tropical desde Cabo Engaño até Pedernales, em toda a costa meridional.

Chuvas acompanhadas de fortes ventos e uma considerável ressaca foram registradas hoje em várias localidades do norte da República Dominicana por causa do poderoso furacão Irma.

As chuvas são mais intensas em Santiago, a segunda cidade em importância do país, onde foram registradas algumas inundações, bem como nos municípios de Sosúa e Cabarete, na província de Puerto Plata; Río San Juan, na província de María Trinidad Sánchez; e em Gaspar Hernández, em Espaillat.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos