Satélite espanhol Amazonas-5 é lançado no cosmódromo de Baikonur

Baikonur (Cazaquistão), 11 set (EFE).- O satélite de comunicações espanhol Amazonas-5 foi lançado nesta segunda-feira com sucesso no cosmódromo russo de Baikonur, no Cazaquistão, com as atenções voltadas ao mercado latino-americano.

O Amazonas-5, da companhia espanhola Hispasat, foi lançado na hora prevista (16h23 de Brasília) propulsado por um foguete portador russo Proton-M equipado com uma unidade aceleradora Briz-M.

O satélite deve se separar definitivamente da última fase do foguete propulsor por volta das 4h35 GMT de terça-feira (1h35 em Brasília).

Durante várias semanas, ele ficará em órbita geoestacionária, periodo no qual será avaliado para que seus responsáveis verifiquem se funciona corretamente, antes de ser colocado em sua posição definitiva.

O lançamento pôde ser acompanhado ao vivo por streaming através dos sites da Hispasat e da Hispamar.

O satélite havia chegado a Baikonur em 10 de agosto a bordo de um avião Antonov, que é utilizado habitualmente para o transporte de componentes pesados.

O primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, aprovou no final de maio o lançamento do satélite, que oferecerá serviços para emissoras de televisão e redes telefônicas e cobrirá o território das Américas do Sul e Central.

O Amazonas-5, que tem uma vida útil estimada de 15 anos e foi construído sobre a plataforma satelital 1300 da SSL, permitirá a capacidade espacial da frota da Hispasat no continente americano.

O satélite conta com 24 transponderes em banda Ku que proporcionarão serviços de televisão direta DTH e permitirá a transmissão de 500 novos canais de TV, além de ser chave para impulsionar a televisão em 4K nas regiões abrangidas.

Além disso, o satélite incorpora 34 spots em banda Ka que fornecerão serviços de conectividade a mais de meio milhão de pessoas, oferecerá serviços de internet satelital, assim como prestações para redes celulares 3G e LTE, e inclusive 5G.

Este é um satélite de órbita alta, que está a cerca de 36 mil quilômetros da Terra e será notado como um ponto fixo no céu, já que gira ao mesmo tempo que o planeta.

O Amazonas-5 foi fabricado pela Space Systems Loral, nas instalações da SSL em Palo Alto, na Califórnia (EUA), e a Hispamar, braço da Hispasat no Brasil, será a responsável por operá-lo

A Hispasat assinou um contrato com a empresa russo-americana International Launch Services (ILS), que tem os direitos exclusivos para a exploração comercial dos foguetes Proton.

Esta será a segunda vez que a operadora espanhol recorre aos serviços da ILS para lançar um de seus satélites - em 2014, um próton levou ao espaço o primeiro da série Amazonas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos