Nate se dirige ao México após deixar pelo menos 22 mortos na América Central

Miami (EUA), 6 out (EFE).- A tempestade tropical Nate está se dirigindo à Península de Iucatã, no México, depois que suas chuvas torrenciais deixaram um saldo de pelo menos 22 mortos na América Central, informou nesta sexta-feira o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Após ganhar força na última madrugada, Nate está 370 quilômetros ao sul-sudeste de Cozumel, no México, país que pode alcançar esta tarde.

Nate deve se fortalecer ainda mais nos próximos dias e pode alcançar o litoral dos EUA no domingo como furacão, e tocaria o solo em algum ponto dos estados de Alabama, Mississipi e Luisiana.

Segundo o último boletim do NHC, emitido às 8h locais, (9h em Brasília), Nate se deslocava a 22 km/h para o norte-nordeste com ventos máximos constantes de 75 km/h.

O pior deste fenômeno meteorológico, no entanto, são as chuvas, que já deixaram pelo menos 22 mortos na América Central, onde há vários desaparecidos, milhares de desalojados, inundações e danos às infraestruturas e à agricultura.

O olho do ciclone já deixou para trás a América Central, mas os meteorologistas preveem que as chuvas acumuladas trazidas por Nate alcancem os 381 milímetros nos próximos dias no sul de Honduras e no oeste da Nicarágua, e até 203 mm no leste de El Salvador e no norte e no centro de Honduras.

Ao leste da Península de Iucatã e a oeste de Cuba as chuvas também podem chegar a 203 mm, enquanto que no litoral americano do Golfo do México poderia alcançar um máximo de 304 mm.

Por isso, o NHC alerta que as fortes chuvas devem cair em uma área ampla, incluindo lugares muito afastados do olho de Nate na costa do Oceano Pacífico na América Central, regiões que podem sofrer inundações e deslizamentos de terra.

O outro grande perigo de Nate são seus ventos de tempestade tropical, que se estendem por até 150 quilômetros desde o seu centro.

Além disso, Nate pode provocar um aumento do nível do mar de até 1 metro acima do normal na Península de Iucatã e nas ilhas adjacentes. Além das chuvas e ventos, o NHC adverte para ondulações "grandes e destrutivas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos