China autoriza vacina contra ebola dsenvolvida no país

Pequim, 20 out (EFE).- A China autorizou uma vacina contra o ebola desenvolvida dentro do próprio país, segundo anunciou nesta sexta-feira a Administração de Alimentos e Medicamentos da China (CFDA, na sigla em inglês), o que a transforma no terceiro país a obter esta fórmula depois de Estados Unidos e Rússia.

A vacina foi criada pela Academia Chinesa de Ciências Médicas e pela companhia de biotecnologia CanSino Biologics, baseada na cidade portuária de Tianjin e dedicada ao desenvolvimento e comercialização de vacinas para seres humanos.

O composto é baseado na mutação genética do vírus do ebola de 2014 e tem a forma de um pó liofilizado, que permite que se mantenha estável em temperaturas de até 37 graus centígrados durante um máximo de duas semanas e ser adequada, por isso, para o clima da África Ocidental.

Clinicamente autorizada pela CFDA em fevereiro de 2015, a vacina foi testada em Serra Leoa, um dos países mais afetados por esta doença.

O vírus do ebola foi descoberto em 1976 e nos últimos quatro anos afetou de forma severa países como Guiné, Libéria e Serra Leoa, onde matou mais de 11 mil pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos