China e Taiwan colaboram em satélite conjunto para prever terremotos

Pequim, 12 nov (EFE).- Apesar do seu tradicional confronto político, China e Taiwan fecharam um acordo para cooperar em um satélite de detecção de ondas eletromagnéticas que possa prever terremotos.

O satélite será lançado no próximo ano dentro de um projeto conjunto ao qual não se tinha dado visibilidade até que neste domingo foi publicado pelo jornal de Hong Kong "South China Morning Post".

Alguns terremotos geram anomalias eletromagnéticas antes de ocorrer e este projeto tentará detectar esses fenômenos para tentar prevê-los, tremores que afetam com regularidade e gravidade tanto China quanto Taiwan.

Esta cooperação entre Pequim e Taipé é um marco, mais ainda levando em conta a atual má relação política após a chegada ao poder no ano passado da atual presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen, de um partido independentista, o que fez com que a China congelasse boa parte das suas relações com o território.

"Esta é a primeira vez. Nunca ouvi de uma cooperação com Taiwan de qualquer tipo neste campo. Este tipo de dados é normalmente secreto", afirmou ao jornal Li Zaoshe, pesquisador da Academia de Ciências da China, em Pequim.

Este segredo se deve a que estes satélites também podem ter um importante uso militar, como a localização de estações de radar ou centros de lançamento de mísseis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos