Nevasca intensa cobre Roma, causa transtornos e fecha colégios

Roma, 26 fev (EFE).- Uma intensa nevasca cai desde a madrugada desta segunda-feira em Roma e já deixou acúmulos de vários centímetros de neve que estão provocando problemas na círculação, enquanto os colégios permanecem fechados devido à chegada de uma onda de frio siberiano.

A onda de frio, que recebeu o nome de "Burian", chegou ontem à Itália provocando copiosas nevascas no norte e um frio intenso que chegou até 20 graus abaixo de zero em algumas cidades e hoje alcançou o centro do país e a capital Roma, onde não nevava com tanta intensidade desde 2012.

Apesar das dificuldades no trânsito, os romanos e turistas estão desfrutando da incomum nevasca e da beleza dos monumentos da capital como o Coliseu e a praça de São Pedro cobertos totalmente de branco.

Durante a manhã foi realizada uma reunião do comitê operacional da Defesa Civil para acompanhar a situação em Roma perante a onda de frio que pode durar pelo menos 36 horas.

Por enquanto se registra um trânsito intenso em todas as vias de acesso à capital e vários atrasos na rede de ferrovias.

A rede do trem metropolitano permanece aberta, mas se reduziu o número de ônibus de transporte público e só circulam aqueles com rodas de inverno.

Por sua parte, os bombeiros tiveram que intervir pela queda de galhos de árvores pelo peso da neve que bloquearam algumas estradas da cidade.

Nos dois aeroportos da capital, Fiumicino e Ciampino, por enquanto não há cancelamentos, mas atrasos nas saídas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos