Tiangong-1 fez a reentrada na atmosfera na região central do Pacífico Sul

Pequim, 2 abr (EFE).- A estação espacial chinesa Tiangong-1 fez a reentrada na atmosfera na região central do Pacífico Sul, por volta das 0h15 GMT desta segunda-feira, (21h15 de domingo em Brasília), de acordo com o anúncio do Escritório de Voos Espaciais Tripulados (CMSEO, na sigla em inglês).

A maior parte da nave se desintegrou na sua reentrada devido ao elevado calor gerado pela atrito com a atmosfera durante sua queda, acrescentou o órgão, citado pela agência oficial de notícias "Xinhua".

Os cálculos sobre a zona e o tempo da reentrada variaram muito nas últimas horas, pois a estação espacial estava fora de controle e todas as estimativas eram aproximadas.

O acompanhamento das agências espaciais de todo o mundo foi realizado por radar.

O CMSEO já tinha adiantado que as possibilidades que algum fragmento não desintegrado caísse em uma zona habitada e causasse danos ou vítimas eram mínimas.

O Tiangong-1 (cujo nome significa "palácio celestial"), que tinha dez metros de comprimento e pesava 8,5 toneladas, foi colocado em órbita em setembro de 2011.

Após ser visitado por seis astronautas em duas missões espaciais chinesas, em 2012 e 2013, realizou tarefas de pesquisa até ficar de fora de serviço em 2016.

Por exemplo, a estação espacial soviética-russa Mir, que caiu e se desintegrou em 2001, pesava 140 toneladas, enquanto a estação americana Skylab (que caiu em 1979) pesava cerca de 80 toneladas.

Como comparação, a Estação Espacial Internacional pesa cerca de 420 toneladas.

A China lançou em setembro de 2016 sua nova estação espacial, o Tiangong-2, que fez entre outubro e novembro, sua primeira missão tripulada com dois astronautas.

O gigante asiático deve começar no próximo ano a construção de uma estação espacial composta por vários módulos, cuja conclusão está prevista para 2022.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos