Cientistas descobrem como bactérias evoluem após colonizarem novo ambiente

Barcelona (Espanha), 6 abr (EFE).- As bactérias sempre evoluem seguindo um padrão comum depois de colonizar um novo ambiente, segundo concluíram cientistas espanhóis que compararam os dados genômicos de diferentes hábitats.

As bactérias são os primeiros seres vivos que colonizam e geram novos ecossistemas, como os resultados de uma erupção vulcânica, o retrocesso das geleiras e o intestino de um bebê.

Segundo explicou Rüdiger Ortiz, pesquisador do espanhol Centro de Estudos Avançados de Blanes (CEAB-CSIC) e primeiro autor do estudo, as bactérias são a base de todo ecossistema, estão presentes em todo o planeta e sobrevivem em qualquer ambiente, e inclusive há habitats nos quais só podem elas viver.

São os primeiros seres vivos a chegar e os únicos capazes de preparar um ambiente desabitado para facilitar a chegada de outras espécies.

Segundo Ortiz, poder compreender as mudanças de uma comunidade microbiana, ou microbioma, e o papel que têm no futuro do ecossistema pode ajudar a restaurar e conservar habitats, a entender a dinâmica das bactérias que habitam o nosso sistema digestivo e prever a colonização de outros planetas.

Esta compreensão é o que estudou a equipe de microbiólogos do CEAB-CSIC, a primeiro que faz isso de forma quantitativa e comparando uma grande diversidade de hábitats e microbiomas, através da sequenciamento em massa do DNA.

O trabalho, publicado na revista "The ISME Journal", demonstrou que as comunidades microbianas de um hábitat tendem a se parecer entre si e que, independentemente do ambiente que se estude, evoluem seguindo o mesmo padrão natural.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos