Estudo identifica genes que determinam a cor do cabelo e se aproxima da cura de doenças

Em Londres

  • Reprodução/Instagram/lara_mara_sheila

    A descoberta pode ser o caminho para a cura de doenças vinculadas à pigmentação

    A descoberta pode ser o caminho para a cura de doenças vinculadas à pigmentação

Uma equipe de cientistas identificou 124 genes que contribuem para determinar a cor do cabelo, uma descoberta que ajuda a entender doenças vinculadas à pigmentação, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (16) pela revista "Nature".

A descoberta, feita por especialistas do King's College de Londres e do Centro Médico Erasmus de Roterdã, amplia o conhecimento sobre doenças de pele, sobre alguns tipos de câncer, como os de ovário e próstata, e é relevante também para a medicina legal.

Estudos anteriores determinaram que uma alta porcentagem da variação da cor do cabelo consiste em fatores hereditários e, além disso, foi identificada uma dúzia de genes.

No entanto, o novo estudo vai além por ter conseguido localizar genes desconhecidos até então, após analisar o DNA de quase 300 mil pessoas de descendência europeia, junto com a informação fornecida por eles mesmos sobre a cor do cabelo.

Ao comparar as contribuições recebidas com a informação genética, a equipe identificou 124 genes envolvidos no desenvolvimento da cor, dos quais mais de cem tinham desconhecida a influência na pigmentação.

"Este trabalho terá um impacto em vários campos da biologia e da medicina. Como o maior estudo genético já realizado, melhorará o nosso entendimento de doenças como o melanoma, uma forma agressiva de câncer de pele", afirmou o cientista Tim Spector, líder do grupo de especialistas, do King's College de Londres.

Os genes que afetam a cor do cabelo também se manifestam em outros tipos de câncer, segundo constataram os pesquisadores. Segundo Spector, o trabalho ajuda a entender a diversidade humana "ao mostrar como os genes implicados na pigmentação sutilmente se adaptam ao ambiente externo e inclusive às interações sociais durante a nossa evolução".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos