Patrulhas chegam para resgatar helicóptero de comitiva presidencial argentina

Buenos Aires, 2 jun (EFE).- Equipes de resgate conseguiram chegar neste sábado até o alto de uma montanha no noroeste da Argentina onde ontem um helicóptero que levava parte de uma comitiva presidencial precisou pousar de forma emergencial.

A presidência da Argentina informou em comunicado que as equipes agora planejam como retirar as 13 pessoas que estavam no helicóptero da Força Aérea que pousou emergencialmente no local. Apesar do susto, todos os passageiros passam bem.

"Na região as temperaturas estão abaixo de zero, há forte nevasca e ventos", afirmou o governo na nota.

A aeronave teve que pousar ontem à tarde na província de Catamarca, a 3.442 metros de altura, em um local de difícil acesso.

Entre os passageiros estão o porta-voz do governo, Ivan Pavlovsky, o secretário particular do presidente do país, Mariano Lomolino, e o responsável pelas redes sociais da presidência, Isidro Escalante.

A ministra de Segurança da Argentina, Patricia Bullrich, disse hoje em declarações à rádio "Mitre" que estava em contato permanente com os passageiros do helicóptero presidencial.

A aeronave levava parte da comitiva que acompanhou Macri em uma visita à província de Salta e ia para Santiago del Estero, mas precisou fazer o pouso de emergência no alto da montanha.

"O piloto, por sorte, tomou uma decisão inteligente. Apesar de eles estarem lá por várias horas, todos estão bem", disse a ministra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos