Topo

Nave da Nasa chega a asteroide que pode ter resposta sobre origem da vida

03/12/2018 17h53

Washington, 3 dez (EFE).- Uma nave da Nasa chegou nesta segunda-feira à órbita de Bennu, um asteroide primitivo composto por moléculas que deram origem à vida na Terra e que pode apresentar novas informações sobre a história do Sistema Solar.

"Bennu está coberto de material carbônico e princípios orgânicos, as bases construtoras da vida", explicou a cientista adjunta do projeto Amy Simon durante a transmissão da chegada da nave.

A missão, chamada Osiris-Rex, tem como um dos seus objetivos principais a extração de uma mostra deste asteroide para enviá-la à Terra, afirmou a agência espacial Americana.

Para isso, a nave conta com um dispositivo que propulsará uma cápsula com a amostra e que deverá atravessar a atmosfera de novo até aterrissar entre a Califórnia e Nevada.

"É algo muito emocionante e que nunca fizemos antes", afirmou o cientista instrumental da Osiris-Rex, Dennis Reuter.

Os especialistas da Nasa consideram que este asteroide primitivo se formou em uma colisão cósmica contra um protoplaneta há aproximadamente um bilhão de anos.

A nave acompanhará a partir de agora o Bennu como se fosse seu satélite para assim conhecer como funciona o movimento dos asteroides que viajam pelo Sistema Solar sem uma onda gravitacional definida.

Depois, em 2020, extrairá a amostra, que não chegará à Terra até 2023, calculou a diretora de aeronaves da missão, Sandy Freund.

"Depois de dois anos de viagem e mais de uma década de planejamento e trabalho estou aqui. Mas a chegada é só o começo", publicou no Twitter o perfil da missão em sua conta oficial (@OSIRISREx).