Topo

Índia planeia ter sua própria estação espacial

2019-06-13T13:55:00

13/06/2019 13h55

Nova Délhi, 13 jun (EFE).- A Índia anunciou nesta quinta-feira que planeja pôr em órbita sua própria "pequena" estação espacial em um futuro não muito distante, ao mesmo tempo em que confirmou missões a Vênus, à Lua e ao Sol, além de seu primeiro envio tripulado ao espaço.

"Estamos planejando ter uma estação espacial separada (...) Vai ser muito pequena e lançaremos um pequeno módulo que será muito útil para guiar o experimento de microgravidade", explicou em entrevista coletiva o presidente da Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO, na sigla em inglês), K. Sivan.

No entanto, o departamento não priorizará este projeto até que consiga pôr em órbita uma nave com astronautas, cujo lançamento está previsto para 2022 e para a qual o governo já autorizou um orçamento de quase US$ 1,438 bilhão.

Segundo anunciou Sivan, o país asiático também lançará no próximo dia 15 de julho uma missão à Lua que tem como objetivo rastrear as variações na composição da superfície lunar para determinar a origem e a evolução do astro.

Além disso, se focará em estudar a origem da sua água através da distribuição das moléculas que a formam.

O chefe da ISRO detalhou ainda que planejam uma missão solar em 2020 para estudar a auréola do Sol e seu impacto na mudança climática, e outra a Vênus para 2023 com foco na atmosfera e topografia da superfície do planeta.

Com um dos programas espaciais mais ativos do mundo, a Índia começou a colocar satélites na órbita terrestre em 1999 e faz parte do exclusivo grupo de países que dispõem de sistema de navegação por satélite, no qual figuram os Estados Unidos (GPS) e a Rússia (GLONASS), entre outros. EFE

Mais Ciência e Saúde