Topo

Miopia cresce nos EUA, diz estudo

The New York Times

2010-01-06T11:00:00

06/01/2010 11h00

Pode haver uma boa razão para a proliferação de lojas de óculos nos últimos anos: mais americanos estão míopes.

A proporção de americanos entre 12 e 54 anos que precisam de lentes corretivas para visão à distância aumentou nas décadas recentes, chegando a quase 42% entre 1999 e 2004 – vindo de 25% no início dos anos 70, descobriu um estudo nacional nos Estados Unidos.

Enquanto a prevalência de miopia aumentou em todo o mundo, este estudo é um dos primeiros a documentar um aumento significativo, ao longo do tempo, no percentual de americanos com o problema, disse Susan Vitale, epidemiologista do National Eye Institute.

A análise, baseada em Pesquisas de Exame da Saúde e Nutrição Nacionais, foi publicada na edição de dezembro do Archives of Ophthalmology.

"A boa notícia é que isso é completamente tratável", disse Vitale. "Existem óculos e lentes de contato e, para outras pessoas, a cirurgia refrativa".

Ela apontou que o tratamento é caro, estimado em US$3 bilhões por ano – supondo que um terço dos americanos com idade entre 12 e 54 anos precisem de lentes corretivas.

Níveis mais altos de educação são muitas vezes associados à miopia, e as pessoas tendem a obter empregos que envolvam focar muito de perto os objetos, o que dizem ser a principal causa do problema.

O aumento foi especialmente notável entre os negros, subindo de 13%, entre 1971 e 1972, para 33,5% no período mais recente.


 

Mais Ciência e Saúde