Topo

É possível aumentar tamanho do pênis até os sete anos, diz médico

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Márcia Moreno

Especial para o UOL Ciência e Saúde<br>Em São Paulo

2011-09-15T06:00:00

15/09/2011 06h00

Todas as crianças precisam frequentar um pediatra. E se este especialista detectar algo de errado no menino pode aconselhar os pais a levá-lo a um uropediatra. “Este médico terá capacidade de saber se o crescimento do pênis é normal ou não e vai orientar os pais a como cuidar do pênis e se há algo errado”, diz o urologista e secretário geral da Sociedade Brasileira de Urologia, Eduardo Lopes.

Assim como existe uma tabela para crescimento de altura das crianças, há também uma tabela que mostra se o crescimento do pênis, mas apenas os meninos que têm micro-pênis são submetidos a tratamentos com hormônios.

“Hoje em dia existem várias maneiras de dar um aumento no pênis de meninos até 5 a 7 anos de idade. Podem usar medicamentos orais, adesivos ou até injeções que vão ajudá-lo. Mas apenas na fase infantil”, conta.

“Mesmo assim é preciso ter cuidado ao tratar deste assunto na frente da criança, para evitar traumas”, aconselha Geraldo Faria, urologista e presidente da Sociedade Latino-Americana de Medicina Sexual. “Tem pais que levam ao médico por achar que o pênis do garoto é pequeno. Mas às vezes, é só aparência, pois se o menino é gordinho, então parece que o pênis é menor do que deveria”, conta Lopes.

 

Mas é mesmo pequeno?

Segundo os especialistas, o pênis flácido mede de 5 cm a 10 cm de comprimento. O tamanho durante a flacidez não determina o tamanho durante a ereção, já que o pênis pode dobrar de tamanho quando ereto.  A medida é feita desde o ponto em que ele se encontra com o corpo (não com a pele) até a extremidade da glande.

Uma pesquisa realizada em consultórios de urologistas no país determinou que o pênis médio do brasileiro, quando flácido é de 9 centímetros e em ereção, é de 13 a 14 centímetros. 

Carlos Araújo, cirurgião geral e vascular, especializado na área de andrologia, conta que homens com pênis muito grandes também têm problemas. “Homens muito avantajados chegam a machucar a companheira e não conseguem dar prazer”, explica.

O importante é saber que se o homem tem dúvidas com relação ao tamanho do pênis, precisa procurar um urologista. “Só o médico vai poder avaliar. E cada caso é um caso”, diz Farias. O paciente deve ser examinado detalhadamente, incluindo volume e presença dos testículos, presença e localização de pêlos pubianos e outras características sexuais.