Verão 2014

Conheça o TRX, equipamento funcional para fazer musculação em qualquer lugar

Pedro Marques
Especial para o UOL Ciência e Saúde

Volta e meia uma novidade toma conta das academias prometendo melhores resultados, como mais força e definição. Foi assim um bom tempo atrás, com a ioga, e, mais recentemente, com o pilates. Agora, a bola da vez é o treinamento funcional, que procura utilizar os movimentos naturais do corpo humano para aumentar a força, o equilíbrio e a resistência. Além desses movimentos, o treinamento funcional pode usar vários equipamentos, como bolas medicinais e discos de equilíbrio.

A última moda nessa seara funcional é o TRX, um aparelho extremamente engenhoso e que teve sua origem entre os marines, soldados de elite da marinha norte-americana. Tiras de nylon são acopladas a manoplas (semelhantes àquelas encontradas na academias) e permitem que centenas de exercícios sejam realizados em qualquer lugar, pois o TRX é leve e fácil de ser usado.

Veja um treino de TRX para tonificar o corpo todo
Veja Álbum de fotos

Antes de se animar e sair caçando na internet lojas que vendem o aparelho, vale a pena destacar que o TRX não é para qualquer pessoa interessada em melhorar a forma física. O UOL teve a oportunidade de testar o produto e conferir suas vantagens e desvantagens. E, claro, assim como qualquer modalidade esportiva, é preciso primeiro consultar um médico para saber se você está apto a fazer os exercícios.

Testamos

O kit testado é o TRX Pro Pack – que vem com a versão básica do aparelho, um DVD com uma série de exercícios, um manual explicando como realizar o treino – e a âncora para portas, que permite utilizar o TRX dentro de casa, quartos de hotéis entre outros. Este kit custa em torno de 400,00 reais.

Por ora, o principal problema é o idioma. Todo o kit – embalagem, manual e DVD – está em inglês. Bruno Estevão, personal trainer e gerente de vendas da TRX Brasil, empresa que comercializa o aparelho no país, afirma que o manual deve ser traduzido até janeiro de 2012. Já o DVD não tem previsão de ser traduzido, segundo Estevão.

Por isso, Estevão recomenda que as pessoas façam primeiro algumas aulas em academias ou com personal trainers para avaliar se vale a pena ter um TRX em casa. "Hoje em dia, temos muita procura por pessoas que já conhecem o aparelho de academias e querem fazer cursos para treinar em casa", diz.

Para quem tem zero experiência, pendurar o aparelho pela primeira vez pode ser a principal barreira - principalmente se você não tiver um ponto de apoio. Por isso, o acessório que permite fixar o aparelho em portas é mais do que essencial. Mas, depois de pegar o jeito, o TRX é um método de treino bastante prático.  Pendure o aparelho em algum lugar da casa com espaço ou então use a âncora para fixá-lo na porta e o TRX está pronto para ser usado. Ele ainda pode ser levado para parques e outros espaços a céu aberto, permitindo a você treinar em qualquer lugar. "A maior vantagem do aparelho é a praticidade de treinar onde bem entender, a hora que quiser", acredita o personal trainer.

Já dissemos aqui que ele é engenhoso? Pois então. Ao usar as tiras, você consegue fazer diversos exercícios usando apenas o peso do corpo como resistência. O truque é variar a posição: isso deixa o corpo mais suspenso pelas tiras do aparelho e aumenta a força e resistência necessárias para realizar um exercício. "São várias possibilidades, é possível fazer o exercício com apenas um ponto de apoio e assim aumentar o gasto energético e o número de músculos envolvidos", explica Estevão.

E que gasto energético. No vídeo, os exercícios parecem simples de ser executados. Na prática, porém, fica evidente que o corpo é bastante exigido para executar os exercícios corretamente. Quem estava acostumado a treinar em academia e passou um um tempo parado vai sentir os mesmos efeitos que sentiu ao começar a academia: o corpo dói no dia seguinte, isso é resultado da adaptação do físico aos exercícios.

Uma das vantagens é que dificilmente você vai usar mais peso do que consegue, como pode acontecer na academia. Assim, o corpo se acostuma mais rápido ao treinamento, coisa de uma semana, mais ou menos. O importante é respeitar um intervalo de pelo menos um dia entre os treinos - nada diferente do que um iniciante deve fazer quando começa a se exercitar depois de um tempo parado.

O DVD apresenta um treino básico, para iniciantes, e variações dos exercícios que exigem mais do corpo e permitem que você aumente a intensidade à medida que sua resistência melhorar com o uso do TRX. Estevão, porém, explica que há vários treinos que podem ser feitos com o aparelho. "O aparelho também permite fazer vários tipos de treinamentos, tanto de força, quanto aeróbios, de resistência, alongamento", afirma.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos