Cientistas descobrem mamífero da era dos dinossauros com sentidos aguçados

Do UOL, em São Paulo

  • Ilustração/Luci Betti-Nash/Nature

    Ilustração artística mostra o mamífero Vintana sertichi, que viveu durante a era dos dinossauros, entre 66 a 72 milhões de anos atrás no supercontinente Gondwana

    Ilustração artística mostra o mamífero Vintana sertichi, que viveu durante a era dos dinossauros, entre 66 a 72 milhões de anos atrás no supercontinente Gondwana

O estudo do crânio de um mamífero que teria vivido há aproximadamente 72 milhões de anos – e que os cientistas apelidaram de "máquina de mastigar" -- provou que esse animal tinha sentidos muito aguçados, especialmente visão, audição e olfato.

De acordo com uma equipe de pesquisadores da Universidade Stony Brook, em Nova York, esse mamífero primitivo (Vintana sertichi) pertence a um grupo de animais extintos chamados gondwanatherians. O grupo liderado por David Krause, professor de Ciências Anatômicas, descobriu o crânio de um mamífero primitovo em Madagascar em 2010, enquanto procurava por fósseis de criaturas aquáticas.

O crânio revelou detalhes sobre o "misterioso" mamífero Vintana, que viveu em um período aproximado entre 72 e 66 milhões de anos atrás. Agora é possível afirmar que se tratava de um animal com olhos grandes, ótimo olfato e audição de alta frequência. Ele também era um herbívoro, com grandes dentes, afirmou o estudo publicado na revista Nature.

Joseph Groenke/Stony Brook University/ Reuters
A reprodução de um crânio de Vintana sertichi (ao fundo) com reconstrução de como seria o mamífero feita pelo Staab Studios. A Universidade Stony Brook, em Nova York, divulgou estudo sobre as características desse animal

Pelo tamanho do crânio, que é de 125 mm, os pesquisadores conseguiram estimar que o animal devia pesar cerca de 9 kg, o que o tornaria o maior mamífero primitivo desse período no supercontinente Gondwana.

O Vintana sertichi se alimentava basicamente de raízes, sementes e frutos semelhantes a nozes. Seus dentes deviam ter uma coloração amarronzada.

A anatomia do Vintana sugere que os gondwanatherians eram aparentados dos multituberculates, um grupo de animais semelhantes a roedores.

Até agora, os cientistas tinham apenas uns poucos dentes e uma mandíbula inferior dos gondwanatherians, um grupo extinto de mamíferos que viveu na época dos dinossauros. A descoberta do crânio permitiu aos cientistas registrar a espécie.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos