Paleontólogo descobre espécie de dinossauro que viveu há 75 milhões de anos

Do UOL, em São Paulo

O paleontólogo americano Nick Longrich, professor da Universidade de Bath, no sudoeste da Inglaterra, anunciou a identificação de uma nova espécie de dinossauro pentacerápode que viveu há 75 milhões de anos.

A descoberta foi feita enquanto ele examinava a coleção de fósseis do Museu Canadense da Natureza que foram encontrados na Austrália. Para Longrich, muitas novas espécies de dinossauros ainda serão descobertas. "Achávamos que tínhamos descoberto todas as espécies, mas parece que ainda há muitas outras espécies por aí", acredita Longrich.

A nova espécie de pentacerápode, chamada de Pentaceratops aquiloniua, era um dinossauro herbívoro do tamanho de um búfalo, que viveu há 75 milhões de anos e se caracterizava pelo crânio em formato de coroa e chifres.

Todas as espécies de pentacerápodes até então tinham sido descobertas no sudoeste dos Estados Unidos. Longrich publicou sua descoberta na revista "Cretaceous Research", bem como o nome da espécie, aquilonius, que em latim significa nórdico.

Com a descoberta, o paleontólogo especula que ainda muitas espécies de dinossauros são encontradas devido à distribuição dos dinossauros pelo mundo, além de questões biológicas dos animais. "Os dinossauros eram animais mais regionais, portanto, quando eles se moviam para outro local, havia uma evolução para que eles se adaptassem fisicamente ao novo habitat e sobrevivessem. Isso pode ter gerado essa quantidade de novas espécies", considera.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos