Primeiras imagens de satélite sino-brasileiro retratam litoral do Rio

Do UOL, em São Paulo

O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) divulgou nesta segunda-feira (8) as primeiras imagens produzidas pelo satélite Cbers-4, desenvolvido em parceria do Brasil com a China. As imagens captadas pelo satélite são da região de Cabo Frio e Arraial do Cabo (litoral norte do Rio de Janeiro) e foram produzidas pela câmera Mux, que está acoplada ao Cbers-4, e é a primeira câmera para satélite inteiramente desenvolvida e produzida no Brasil.

O equipamento registra imagens no azul, verde, vermelho e infravermelho, em faixas distintas, para uso em diferentes aplicações, como o monitoramento dos setores agrícolas, florestal e no controle do meio ambiente.

Com duas toneladas e equipado com quatro câmeras, o Cbers-4 dará 14 voltas no planeta por dia. Em baixa resolução, ele faz imagens da Terra em cinco dias - em média resolução, esse tempo é 26 dias e, em alta, 52 dias.

Trata-se da quinta missão de cooperação espacial entre China e Brasil. O Programa Cbers (China-Brasil Earth Resources Satellite) começou em 1988 e permitiu a produção de um sistema completo de sensoriamento remoto (espacial e terrestre) para fornecimento de imagens a ambos os países.

O satélite foi lançado no domingo (7), às 1h26 (no horário de Brasília, 11h26 em Pequim) da Base de Taiyuan, a 700 quilômetros da capital chinesa. O lançamento do Cbers-4, inicialmente programado para dezembro de 2015, foi antecipado em um ano devido à falha ocorrida no lançamento do Cbers-3, em dezembro de 2013. A vida útil do Cbers-4 é estimada em três anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos