Orion completa etapa final da sua missão, agora por terra

Do UOL, em São Paulo

  • Gregory Bull/AP

    Orion é transportada para a base naval de San Diego, na Califórnia, após pousar no oceano

    Orion é transportada para a base naval de San Diego, na Califórnia, após pousar no oceano

Após viajar mais de 5.700 km acima da Terra, a espaçonave Orion, da Nasa (agência espacial americana), completou por terra a etapa final da sua viagem, nesta quinta-feira (18), chegando ao Centro Espacial Kennedy na Flórida, nos Estados Unidos. A Orion foi transportada da base naval de San Diego até o centro espacial, percorrendo quase 4.350 km.

A próxima fase da missão será fazer uma análise aprofundada dos dados obtidos durante a viagem da cápsula Orion ao espaço, que irá oferecer aos engenheiros informações detalhadas de como a espaçonave se saiu durante o seu voo de teste em órbita, que durou  4 horas e meia, concluído no último dia 5.

"O voo de teste da Orion foi um passo crucial na nossa jornada para enviar astronautas para destinos no espaço profundo. A Orion nos ajudará a validar os nossos modelos de computador e avaliações feitas em terra. Essas informações nos ajudarão a melhorar o projeto da Orion", afirmou Bill Hill, o vice-administrador associado para o desenvolvimento de sistemas de exploração da Nasa.

Os dados foram reunidos em tempo real durante o voo-teste e outros foram recolhidas durante a chegada da cápsula à terra. "O voo foi um grande sucesso, mas esse é apenas o início da história. Agora, vamos aprofundar nossa análise e descobrir se nosso projeto teve a performance imaginada. Demonstramos em 5 de dezembro que a  é um veículo muito capaz. Vamos continuar testando e melhorando a cápsula para construir a próxima Orion", disse o gerente do Programa Orion, Mark Geyer.

Uma inspeção inicial do módulo da tripulação revelou sinais de alguns impactos de resíduos orbitais, como micrometeoritos nas laterais do Orion, algo que já estava previsto pelos cientistas. Com a nave de volta para o Kennedy Center, onde foi montada e preparada para o lançamento, os engenheiros serão capazes de remover o escudo que reveste a Orion e realizar inspeções no cabeamento, sistema de propulsão e caixas-pretas.

Amostras de blindagem de calor já foram removidas e enviadas para um laboratório onde sua espessura, força e resistência serão examinadas. As informações serão usadas para fazer melhorias de design na Orion, antes de seu próximo voo, a Exploração Mission-1, que será lançada sem tripulação do novo sistema de lançamento espacial da Nasa, e, pela primeira vez, entrará na grande órbita ao redor da lua. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos