Topo

Satélite brasileiro Cubesat deixa de operar

ESA/AEB
O satélite AESP-14 foi lançado quando a ISS se aproximava do continente africano Imagem: ESA/AEB

Do UOL, em São Paulo

03/03/2015 16h19

O satélite brasileiro de pequeno porte, Cubesat AESP-14, deixou de operar em 5 de fevereiro, informou a Agência Espacial Brasileira nesta terça-feira (03).  Os cientistas perceberam a falha porque a antena de transmissão de telemetria, que deveria ocorrer 30 minutos após seu lançamento da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), deveria se abrir, e não se abriu. O sistema estava programado para tentar sem parar até o esgotamento da bateria, o que devia levar quinze dias.

Apesar da falha, a equipe do projeto avalia que o satélite teve seu objetivo cumprido. A equipe tinha o compromisso de projetar, construir, testar, certificar e lançar o artefato espacial.

O satélite não havia apresentado falha ao ser testado no Laboratório de Integração e Testes (LIT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP).

Com as dimensões de um cubo com 10 centímetros de e pesando quase um quilo, o satélite é resultado de uma parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), ambos em São José dos Campos (SP). Sua missão é validar subsistemas desenvolvidos por alunos de graduação e pós-graduação do ITA.

A Agência Espacial Brasileira (AEB) investiu R$ 250 mil no desenvolvimento do satélite, cabendo ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) o aporte de R$ 150 mil em bolsas para pesquisas. A AEB ainda financiou US$ 555 mil para os lançamentos do AESP-14, do Sistema Espacial para a Realização de Pesquisa e Experimentos com Nanossatélites (Serpens) e do Tancredo-1, este dois últimos programados para lançamento ainda este ano.