Sonda Messenger envia as melhores imagens de Mercúrio

Do UOL, em São Paulo

  • NASA

    Imagem feita pela sonda Messenger da superfície de Mercúrio revela crateras e escarpas que se estendem durante quilômetros

    Imagem feita pela sonda Messenger da superfície de Mercúrio revela crateras e escarpas que se estendem durante quilômetros

Antes de realizar um último voo em direção à superfície de Mercúrio, encerrando assim uma missão de quase quatro anos, a sonda Messenger está enviando as melhores e mais detalhadas imagens já feitas da superfície do planeta. Divulgadas pela Nasa, as fotos captam crateras, poços congelados, buracos e escarpas que estão sendo analisadas pelos cientistas -- e devem continuar a ser referência, mesmo após o desaparecimento da espaçonave.

A Messenger orbita o planeta desde 2011 e seu combustível está quase terminando. Neste momento, a sonda está a uma distância de 15 quilômetros apenas da superfície de Mercúrio, o mais perto que uma nave do tipo chegou do planeta.

"Temos a possibilidade de ver bem de perto porções do planeta que não tínhamos conseguido ver antes em tantos detalhes", afirmou o geofísico e investigador-chefe da missão Sean Solomon, do Observatório da Terra Lamont-Doherty em Palisades, Nova York, em entrevista à Nature.

Entre os principais achados das imagens enviadas pela Messenger estão o gelo permanente nas crateras que ficam na sombra, próximo aos polos de Mercúrio. Os cientistas se surpreenderam com o fato de que áreas permanecem congeladas, apesar da superfície do planeta ficar exposta ao sol. Isso acontece porque essas áreas nunca ficam expostas diretamente aos efeitos da proximidade do planeta com o astro solar.

Uma das crateras, batizada de Fuller em homenagem ao arquiteto e visionário Richard Buckminster Fuller, tem áreas claras e escuras, que poderiam ser resultado de um material rico em carbono abaixo da superfície do gelo. Essa área é claramente definida, sugerindo que se formaram recentemente. Uma das possibilidades estudadas pelos cientistas é que um asteroide teria se chocado contra Mercúrio, depositando água em forma de gelo, com materiais mais escuros.

Outra "descoberta" feita pelos pesquisadores com as novas imagens está nas grandes escarpas, que se alongam durante quilômetros e seriam provavelmente fissuras formadas quando o planeta esfriou e diminuiu ao longo do tempo. Agora, a Messenger enviou imagens com versões em miniatura dessas escarpas na superfície.

A espaçonave Dawn, da Nasa, que acaba de alcançar Ceres, está começando a "enxergar" áreas brilhantes no fundo das crateras. Os pesquisadores estão ansiosos para ver se essas imagens, sob um estudo mais detalhado, também revelarão segredos como as enviadas pela Messenger de Mercúrio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos