Clique Ciência: Os peixes bebem água?

Cintia Baio

Colaboração para o UOL

  • Sergei Gapon/AFP

    Eles não precisam se preocupar em tomar 2 litros de água por dia, mas fazem muito xixi

    Eles não precisam se preocupar em tomar 2 litros de água por dia, mas fazem muito xixi

"Beber água" talvez não seja o termo mais adequado para explicar porque os peixes –de água doce ou salgada– ingerem o líquido.

Diferente do que acontece com os seres humanos, a água absorvida pelos peixes é usada principalmente para respiração e trocas gasosas com o ambiente externo em que vivem.

Apenas uma quantidade mínima do líquido é realmente ingerida, junto com os alimentos, assim como acontece com outros animais que vivem fora da água.

Na respiração dos peixes, a água chega até as brânquias para que as trocas gasosas aconteçam. É por meio deste órgão que o oxigênio é absorvido e o gás carbônico eliminado –o que nos seres humanos acontece nos alvéolos pulmonares.

Entra e sai de água e sal

Os peixes mantêm constante troca com a água em que estão para que haja um equilíbrio entre a quantidade de sais presentes no ambiente e no organismo do animal. Assim, o peixe elimina ou absorve mais água de acordo com o ambiente onde vive. 

Arte/UOL
Tem uma curiosidade científica? Mande sua pergunta para o UOL com a #CliqueCiência

Nos peixes de água doce, a concentração de sais é maior no organismo do que na água que o cerca. Por isso, a água entra de forma passiva no corpo dos peixes (pelas células), em um processo conhecido por osmose. É como se ela fosse "atraída" para o corpo. Por absorverem muita água, os peixes de água doce têm rins mais desenvolvidos e excretam uma urina bem diluída e em bastante quantidade.

Já nos peixes de água salgada, o processo é inverso. O alto teor de sal dos oceanos faz com que a água "saia" do organismo por osmose, por isso o animal precisa constantemente "beber" água para manter suas funções. Como a água do mar é muito salgada, os peixes que vivem ali precisam expulsar o excesso de sal por um mecanismo especial nas brânquias.

Quando o peixe ingere a água, a boca fecha e ossos bem pequenos (opérculos) obstruem as brânquias. Com isso, há uma pressão que empurra a água para os filamentos branquiais, responsáveis pela respiração. Após o processo, o peixe volta a abrir a boca e elimina a água.

Tubarões e arraias

E ainda tem os peixes cartilaginosos, como os tubarões e as arraias, que fazer essa troca de outra maneira.

Neles, o equilíbrio osmótico acontece por causa da produção de uma substância chamada ureia que, ao ser secretada pelos rins na corrente sanguínea desses animais, consegue controlar a quantidade de sais no corpo.

Fonte: Leandro Santos, analista de biologia do Aquário de Ubatuba

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos