Vietnã tem caso de gêmeos de pais diferentes

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

Um caso raro de gêmeos que possuem pais diferentes foi confirmado por cientistas do Vietnã. A descoberta ocorreu após um casal vietnamita levar os irmãos gêmeos a um centro de análise genética em Hanói para serem submetidos a testes de DNA. A informação é da agência de notícias oficial do Vietnã VNS e da rede de televisão norte-americana CNN.

O que motivou o casal a realizar o teste foi a desconfiança da família de que um dos irmãos pudesse ter sido trocado ao nascer, já que eles não eram semelhantes. Segundo Le Dinh Luong, presidente da Associação Genética Vietnamita, os testes mostraram que não ocorrera troca de bebês no hospital. "Os gêmeos têm a mesma mãe, mas de pais diferentes", afirmou.

Os dois meninos, de dois anos de idade, têm características diferentes. Um irmão possui cabelos grossos e ondulados, enquanto o outro tem o cabelo fino e liso. A família, que vive no norte da província de Hoa Binh, pediu para o centro médico onde o teste de DNA foi feito que as informações sobre o caso sejam mantidas confidenciais.

Gêmeos que têm pais diferentes são extremamente raros. Segundo Luong, esse é o primeiro caso registrado no Vietnã. De acordo com a CNN, uma ocorrência de gêmeos biparentais foi relatada nos Estados Unidos em 2015. No caso, um tribunal ordenou um homem de Nova Jersey a pagar pensão alimentícia para uma das meninas de um par de gêmeos, após testes genéticos mostrarem que ele não era o pai da outra criança.

Óvulo fecundado por dois espermatozóides

A explicação para o fenômeno de gêmeos com pais diferentes está na fecundação do óvulo da mulher por dois espermatozoides diferentes, dentro do mesmo período de ovulação.

A chamada superfecundação heteropaternal depende de uma conjunção de fatores para ocorrer. Em primeiro lugar, é preciso que a mulher libere dois óvulos no mesmo ciclo menstrual. Em segundo, ela deve ter relações com pelo menos dois homens diferentes durante o período fértil (que dura mais ou menos cinco dias). Por fim, é preciso que os espermatozoides de ambos consigam realizar a proeza de fecundar os óvulos e que ambos os embriões se desenvolvam adequadamente.

Segundo a CNN, registros de gêmeos com pais diferentes ocorrem uma vez a cada 33 mil casos de gêmeos. Contudo, o número de ocorrências pode ser muito maior, já que os registros são feitos somente após o pedido de testes de DNA pelos pais, o que não é muito frequente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos