Clique Ciência: o céu é azul em todos os outros planetas?

Cintia Baio

Colaboração para o UOL

  • NASA/JHU APL/Carnegie Institution of Washington via AP

Em um dia bonito e ensolarado, o céu visto aqui da Terra é azul. Agora, se você estiver em outros planetas, a coloração é bem diferente. Em Mercúrio, por exemplo, o céu é negro o tempo todo.

Arte/UOL
Tem uma curiosidade científica? Mande sua pergunta para o UOL com a #CliqueCiência
 Em linhas gerais, são os tipos de gases que compõem a atmosfera de cada planeta, a iluminação das estrelas (principalmente o Sol) e as partículas em suspensão no ar que determinam qual é a cor do céu.

A partir disso, os cientistas conseguem estimar qual é a cor do céu dos planetas se a gente estivesse em sua superfície olhando para cima.

Dizemos que é uma "estimativa" porque, até hoje, o que sabemos da maioria dos planetas do sistema solar vem de sondas espaciais.

Mercúrio

Por não ter atmosfera, o céu do planeta mais próximo do Sol é completamente negro e "cheio" de estrelas. Se pudéssemos sentar em sua superfície e ficar olhando para cima, veríamos um céu noturno a qualquer hora do dia.

Vênus

Para chegar até a superfície de Vênus, o segundo planeta do Sistema Solar, seria preciso atravessar nuvens de ácido sulfúrico, ventos com força de um furacão e relâmpagos.

Com essa atmosfera tão densa, a luz do Sol mal consegue atravessá-la, transformando o "céu" de Vênus em um eterno dia nublado.

Nasa/JPL-Caltech/Texas A&M/Cornell
Pôr do sol na cratera Gusev, em Marte
Marte

A atmosfera de Marte é rica em gás carbônico. Durante o dia, a cor do céu é rosa, mas no nascer e no pôr do sol, as áreas próximas do Sol ficam azuis, em um efeito mais ou menos contrário do que acontece na Terra.

Em 1970, as primeiras fotos divulgadas do planeta vermelho mostrava o céu azul. No entanto, elas foram contestadas, e a Nasa afirmou que as fotografias ainda precisavam ser calibradas com o equilíbrio certo de cores.

Planetas gasosos

Ao contrário de Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, que são planetas rochosos, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno não têm superfície. São enormes "bolas" formadas por diversos gases.

"Por isso, é praticamente impossível dizer qual é a cor do céu de cada um deles, uma vez que não seria possível parar em sua superfície e olhar para o alto", explica Alexandre Cherman, astrônomo do Planetário do Rio de Janeiro.

O que temos, no entanto, são informações e imagens de algumas sondas que giram ao redor de alguns desses planetas e, a partir disso, os cientistas imaginam as possíveis cores.

Saturno

Em 2005, a sonda espacial Cassini fez algumas imagens do planeta que mostravam uma espécie de céu azul, uma vez que o "ar" de Saturno é composto, majoritariamente, de hidrogênio.

No entanto, os cientistas observaram que isso acontecia apenas no hemisfério norte do planeta. "O sul de Saturno parece amarelo. Pode ser que os céus meridionais de Saturno tenham mais nuvens, nuvens amarelas, tornando os céus amarelados", diz um texto publicado pela Nasa.

Júpiter

Ainda não se sabe qual seria a cor do céu de Júpiter. A sonda espacial Juno começou agora a girar em volta do planeta em uma missão de 20 meses para conhecer mais sobre sua origem. Quem sabe não teremos alguma ideia de como seria o céu por lá?

Urano e Netuno

A atmosfera de Urano é composta de hidrogênio e hélio, como em Júpiter e Saturno, mas também tem metano. Por conta dessa grande quantidade de metano, o céu poderia ser azul. Também por conta do gás metano, o céu de Netuno também teria uma tonalidade azulada. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos