Já viu folha azul? Begônia "muda de cor" para sobreviver sem luz

Do UOL, em São Paulo

  • Matthew Jacobs/ Nature

    Espécie de begônia se adapta às condições de sombra e exibe iridescência azul nas folhas

    Espécie de begônia se adapta às condições de sombra e exibe iridescência azul nas folhas

Uma planta que vive na sombra conseguiu se adaptar às condições de pouca luz do ambiente usando o brilho azul de suas folhas para manipular a fotossíntese, de acordo com um estudo publicado na Nature.

A fotossíntese é o processo realizado pelas plantas para a produção de energia necessária para sua sobrevivência, e a luz é um elemento fundamental nesse processo.

Matthew Jacobs/ Nature
Os pesquisadores analisaram como era a vida da Begonia pavonina, uma planta encontrada sob as copas grossas de árvores da floresta tropical da Malásia. Para se manter viva mesmo sem receber a luz do Sol, a planta mudar o funcionamento da fotossíntese.

O cloroplasto (organela onde a fotossíntese ocorre) das begônias se adaptou às sombras e se tornou incomum. Diferentemente da maioria das plantas, ele refletia uma cor azul brilhante, e não verde. Estes cloroplastos azuis foram chamados de iridoplastos e refletiam fortemente as ondas de luz recebidas.

Matthew Jacobs/ Nature
Mesmo sem muito contato com o Sol nas florestas da Malásia, a planta consegue usar os iridoplastos para concentrar as ondas de luz e aumentar a eficiência da fotossíntese em 10%.

Os autores concluíram que, embora os cloroplastos sejam comumente vistos como estruturas que só convertem a luz em energia química para sobrevivências das plantas, eles também devem ser considerados estruturas que controlam a propagação da luz e a captura da luz. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos