Clique Ciência: Por que os membros formigam e adormecem?

Cintia Baio

Colaboração para o UOL

  • iStock

    Quem nunca se levantou e começou a sentir a perna formigando?

    Quem nunca se levantou e começou a sentir a perna formigando?

É bem provável que você já tenha passado por aquela situação incômoda de "formigamento" e dormência nas pernas ou nos braços depois de ficar um longo tempo na mesma posição ou com algo pesado em cima deles.

Essa sensação é uma resposta dos nervos e dos vasos sanguíneos ao serem pressionados por um longo período —como quando dormimos com a cabeça em cima dos braços ou ficamos com as pernas cruzadas. Após um tempo, os nervos reagem produzindo uma sensação de formigamento e dormência, comandada pelo cérebro. 

E a situação vai piorando quando essa pressão chega até os vasos sanguíneos. Com isso, o sangue tem dificuldade de chegar ao local e, consequentemente, o oxigênio que deveria vir junto com o sangue. A falta de oxigênio faz as células liberarem uma substância chamada lactato, que começa a atrapalhar ainda mais o funcionamento dos nervos.

A única saída para acabar com o desconforto é mexer e estender os pés, pernas ou braços para reativar a passagem do sangue pelos vasos sanguíneos.

O formigamento e a dormência são sensações comuns desde que não ocorram com tanta frequência. Quando constantes, podem ser indicativos de doenças mais graves, como distúrbios vasculares (como varizes) ou reumáticas por conta da má circulação sanguínea.  Diabetes, hipotireoidismo, alcoolismo, infecções e reações de medicamentos também são algumas das causas do sintoma.

Tá nervoso?

iStock
Além da pressão e peso nos membros, outra situação que pode causar formigamento está relacionada ao estresse. Quando ficamos muito nervosos ou somos expostos a uma situação tensa, é normal que a respiração fique mais intensa e ofegante. Com isso, o sangue precisa ser enviado com mais velocidade aos órgãos e membros.

Como o cérebro precisa privilegiar os órgãos mais importantes nessas situações de "perigo iminente", há uma maior concentração de sangue nessas regiões, o que também pode causar o formigamento na ponta dos dedos, por exemplo (que são extremidades).

Ai, minha cabeça

O formigamento também é comum nas crises de enxaqueca, principalmente na fase que antecede a dor, chamada de aura. Isso acontece porque durante esse tipo de dor de cabeça, há uma disfunção do córtex sensorial —responsável por traduzir nossas sensações (tato, visão).

Com essa "bagunça", há uma diminuição da atividade elétrica do córtex que pode gerar uma diminuição do fluxo sanguíneo antes da dor de cabeça. Com menos sangue circulando, há uma redução de oxigênio e, consequentemente, o formigamento.

Especialistas consultados: Dr. Renan Barros Domingues, neurologista/ Paulo Camiz, clínico geral. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos