Pássaro da era dos dinossauros tinha penas brilhantes para atrair parceiro

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Fósseis de um pássaro extinto, que viveu há cerca de 120 milhões de anos, encontrado recentemente na China revelaram que seu pescoço, cabeça e corpo tinham plumagem iridescente, ou seja, que refletiam as cores do arco-íris, tipo de coloração utilizada por pássaros para atrair parceiros.

O animal pertence a um grupo de pássaros conhecidos como enantiornithines, que viveram durante a idade dos dinossauros. Essa é a primeira evidência de um pássaro com penas brilhantes deste tipo.

A descoberta, publicada na revista Paleontology, reforça a evidência de que muitos dinossauros e pássaros pré-históricos usavam sua bela plumagem para atrair a atenção do sexo oposto. As penas também podem ter servido como camuflagem.

Divulgação
Segundo os cientistas, o conhecimento da plumagem dos animais pré-históricos é limitado e novas descobertas fornecem informações importantes sobre a estrutura e coloração das penas desses animais.

Para chegar a essa conclusão foram feitos estudos microscópicos e químicos. Os melanossomas do pássaro, estruturas celulares que produzem o pigmento de cor melanina, eram muito longos e finos e foram dispostos em uma orientação em forma de folha de ponta a ponta.

Como pavões

Essas características são relacionadas a pássaros vivos com perfil semelhantes, como pavões e beija-flores, mas os cientistas acreditam que as cores deste animal antigo eram mais sutis.

De acordo com a pesquisa, esses pássaros não são uma espécie de "antepassado" de alguma espécie atual. Eles foram extintos, como muitas outras espécies incluindo os dinossauros. A causa da morte do fóssil encontrado também não pode ser determinada.

Em 2015, uma ave desta espécie foi encontrada na na Bacia do Araripe, território que faz divisa entre o Ceará, Pernambuco e Piauí, no Nordeste do Brasil, por pesquisadores da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), passando a ser considerada a mais antiga ave brasileira.

O pássaro de tamanho semelhante ao de um beija-flor foi o primeiro da espécie encontrado na América do Sul e remonta à era de Gondwana (massa de terra que deu origem à América do Sul, à África e à Austrália).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos