Frio e escuridão podem ter extinguido os dinossauros, indica estudo

Do UOL, em São Paulo

  • Jan Sovak/Universidade de Alberta

Embora existam estudos que defendam que os dinossauros sofreram um declínio gradual, a maior parte dos cientistas acreditam que eles se extinguiram devido ao impacto de um grande asteroide sobre a Terra há 66 milhões de anos. Para ajudar a esclarecer essa discussão, especialistas em eventos climáticos reconstruíram o que teria acontecido no planeta após o impacto.

Para investigar o fenômeno, pesquisadores do Instituto Potsdam de Pesquisas sobre o Impacto Climático utilizaram pela primeira vez um tipo específico de simulação computacional. O modelo foi baseado em pesquisas que mostram que os gases sulfurosos que evaporaram do violento impacto de asteroides na superfície da Terra foram o principal fator para bloquear a luz solar e esfriar o planeta.

As simulações mostram que gotículas de ácido sulfúrico formadas na parte superior da atmosfera após o impacto do asteroide bloquearam a luz solar por vários anos, provocando a morte das plantas e um resfriamento duradouro, um provável fator importante para a morte de dinossauros terrestres.

Reprodução
De acordo com a pesquisa, publicada na revista Geophysical Research Letters, nos trópicos, a temperatura média anual caiu de 27°C para 5°C.

A circulação oceânica também teria sido afetada. As águas superficiais esfriaram, ficando mais densas e, portanto, mais pesadas. Enquanto essas massas de água mais frias afundavam nas profundezas, a água mais quente das camadas oceânicas subiu para a superfície, levando nutrientes que provavelmente levaram a florescimento maciço de algas.

O resfriamento também abalou os ecossistemas marinhos, o que teria contribuído para a extinção de espécies nos oceanos, como as amonites (moluscos que surgiram há cerca de 400 milhões de anos, e foram extintos junto com os dinossauros). Segundo o estudo, o clima levou cerca de 30 anos para se recuperar.

Para os cientistas, a pesquisa mostra como extinções em massa mostram que a vida na Terra é vulnerável e como o clima é importante para todas as formas de vida do planeta. Os especialistas ressaltam que atualmente a ameaça mais imediata não é a do resfriamento natural, mas do aquecimento global causado pelo homem.

De acordo com os especialistas do Instituto Potsdam de Pesquisas sobre o Impacto Climático, responsáveis pelo estudo, esses dados podem ajudar na determinação da causa real da morte dos dinossauros no final da era do Cretáceo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos