Três novas espécies de camaleões são descobertas na África Central

Do UOL, em São Paulo

  • Eli Greenbaum/UTEP

    O camaleão da floresta de Itombwe (Kinyongia itombwensis) é uma das novas espécies descobertas pelos pesquisadores norte-americanos

    O camaleão da floresta de Itombwe (Kinyongia itombwensis) é uma das novas espécies descobertas pelos pesquisadores norte-americanos

Equipe de cientistas da Universidade do Texas de El Paso, dos Estados Unidos, relatou nesta semana a descoberta de três novas espécies de camaleões, cujas espécimes foram encontradas em diferentes locais da República Democrática do Congo, na África Central, e coletadas entre os anos de 2009 e 2014. Os resultados da pesquisa foram publicados nesta segunda-feira (19), no Zoological Journal of the Linnean Society.

Antes desta descoberta, acreditava-se que estes camaleões pertenciam a uma só espécie, o Kinyongia adolfifriderici, conhecido como camaleão de Ituri. No entanto, após análise de dados geográficos, morfológicos e de DNAs dos espécimes coletados, os cientistas reclassificaram os animais --três novas espécies, então, foram "criadas".

Eli Greenbaum/UTEP
Camaleão da floresta de Rugege (Kinyongia rugegensis)
Duas delas, assim como o camaleão de Ituri, tiveram o nome baseado no local onde foram encontradas. São elas o camaleão da floresta de Rugege (Kinyongia rugegensis) e o camaleão da floresta de Itombwe (Kinyongia itombwensis).

Já a terceira espécie descoberta, o camaleão da floresta de Tolley (Kinyongia tolleyae), foi batizada em homenagem a um eminente herpetólogo, o sul-africano Krystal Tolley, cientista do Instituto Nacional Sul-Africano de Biodiversidade, da Cidade do Cabo.

De acordo com o estudo, o Kinyongia rugensis e o Kinyongia tollaye formam um clado bem definido e se encontram próximos ao Kinyongia gyrolepis na árvore genealógica dos camaleões. Já o Kinyongia itombwensis, para os cientistas, é "irmão" do Kinyongia adolfifriderici.

Com a descoberta, sobe para 206 o número de espécies descritas de camaleões no planeta.

Espécies endêmicas sob ameaça

Local onde foram encontrados os animais, a falha de Albertina, que faz parte do vale do Rift, situado na África Central, é uma região com alto índice de animais vertebrados endêmicos --espécies encontradas somente em determinadas áreas ou regiões geográficas--, como os camaleões recém-descobertos.

A afluência de espécies endêmicas na região, porém, para os cientistas envolvidos na pesquisa, está ameaçada já que a degradação ambiental na região já é uma realidade.

Eli Greenbaum/UTEP
O camaleão da floresta de Tolley (Kinyongia tolleyae) foi batizado em homenagem a um eminente herpetólogo, o sul-africano Krystal Tolley

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos