Clique Ciência: Quanto tempo conseguimos ficar sem piscar?

Cintia Baio

Colaboração para o UOL

  • Getty Images/iStockphoto

Todo mundo já brincou, pelo menos uma vez, de ver quem consegue passar mais tempo sem piscar. A gente até tenta se concentrar, mas não demora muito para os olhos lacrimejarem e, em um segundo, piscarmos, pondo fim ao jogo.

No dia a dia, a principal função das piscadas é renovar o filme lacrimal (a lágrima), deixando os olhos úmidos e limpos, o que evita o ressecamento ocular. Com isso, agentes externos, como poeira ou outros elementos, são impedidos de entrar em contato direto com a córnea (o que causaria irritação ou infecções).

Aquela sensação de "ardência" acontece porque a córnea fica ressecada. Em alguns casos de pessoas que sofrem com a doença crônica do "olho seco", onde as piscadas acontecem com menos frequência, pode ocorrer dor e lesões oculares.

Getty Images

Quantas vezes piscamos por minuto?

Nos adultos, essa espécie de "para-brisas" dos olhos, acontece entre 15 e 20 vezes por minuto, mas o número pode variar dependendo da atividade que estamos fazendo. Isso porque outra função do ato de piscar é descansar temporariamente a nossa atenção para não ficarmos muito tempo preso a um pensamento, a uma conversa ou a uma tarefa, o que esgota os recursos do cérebro.

Uma pesquisa da Universidade de Osaka, no Japão, mostrou que ao piscar, damos uma espécie de descanso momentâneo para o cérebro. Essas breves pausas podem durar apenas uma fração de segundo, ou até mesmo alguns segundos.

No estudo, os pesquisadores monitoraram a atividade cerebral de cerca de 20 voluntários enquanto eles viam um filme de comédia. Em pontos onde aconteciam interrupções naturais na narrativa, a parada provocou um piscar de olhos espontâneo nos indivíduos. Ao mesmo tempo, a área ligada do cérebro que ajuda na concentração teve uma leve diminuição da atividade.

Getty Images

Bebês são campeões

Enquanto adultos piscam entre 15 e 20 vezes por minuto, os bebês abrem e fecham os olhos, no máximo, duas vezes por minuto. Ainda não se sabe exatamente porque isso acontece, mas algumas teorias dizem que, como a habilidade de enxergar ainda é incompleta, eles se esforçam ao máximo para absorverem toda a informação visual.

Outras teorias apontam que, por seus olhos estarem bem protegidos por suas aberturas menores ou por dormir durante muito tempo, não seria preciso piscar por tanto tempo.

E se você costuma participar do desafio com crianças e perde em todos eles, aí vai uma boa explicação: a quantidade de vezes que piscamos vai aumentando ao decorrer da infância. Por volta dos 14 anos, por exemplo, a frequência é de 10 piscadas por minuto.

E quanto tempo é possível ficar sem piscar?

Não existe um recorde oficial que aponte quem conseguiu ficar mais tempo com os olhos abertos e tão pouco uma medida exata de quanto tempo conseguimos ficar sem piscar.

O que se sabe é que o filme lacrimal tem duração máxima de 14 segundos antes de ser renovado. Com isso, deveríamos piscar, pelo menos, 4 vezes por minuto em situações normais, mas isso pode variar para até um minuto.

Especialistas consultados: Pedro Antonio Nogueira Filho, oftalmologista do H.Olhos Paulista e Ticiana Fujii, oftalmologista do Hospital CEMA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos