Teste científico mostra se gasolina está adulterada

Do UOL, em São Paulo

Na hora de abastecer o tanque em um posto de gasolina novo sempre bate a dúvida se o combustível é confiável. A adulteração do combustível é ilegal, mas bastante comum: de janeiro a novembro, a ANP (Agência Nacional do Petróleo) já fez 577 autos de infração por má qualidade no Brasil, com 124 interdições.

Os físicos do grupo Ciência em Show ensinam no vídeo acima um teste simples para checar a quantidade de gasolina no combustível comprado. Para realizar o experimento em casa, é preciso gasolina comprada no posto a ser testado, um medidor de vidro e água

No Brasil, conforme resolução, é permitido até 27% de álcool misturado à gasolina que compramos. Uma quantidade de álcool, ou de outra substância, acima desse nível significa que o combustível está fora das regras e você está sendo enganado. 

Os físicos Wil Namen, Gerson Julião e Daniel Ângelo fazem uma experiência na qual conseguem separar o álcool do combustível e, assim, podem verificar se a porcentagem está dentro dos padrões estabelecidos em lei.

Isso só é possível porque o álcool tem uma afinidade de ligação química maior com a água do que com a gasolina. Então, ao adicionar água, ela consegue separar o álcool, e a gasolina pura fica em cima da mistura. Aí, é só fazer uma conta simples e calcular a porcentagem. 

Encontrou algum problema? É importante informar à ANP. Dá para fazer isso pela internet ou pelo telefone 0800 970 0267 (ligação gratuita). Quanto mais informações, melhor, como CNPJ, razão social, endereço e distribuidora da gasolina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos