Cassini desintegra em Saturno; relembre o fim de outras sondas espaciais

Do UOL, em São Paulo

  • NASA

    Sonda Cassini se despede após 20 anos de exploração por Saturno

    Sonda Cassini se despede após 20 anos de exploração por Saturno

Após quase 20 anos de exploração por Saturno, a sonda espacial Cassini chegou ao fim nesta sexta-feira (15) com um mergulho na atmosfera do gigante dos anéis. O calor e a velocidade da missão suicida desintegraram a sonda de 2 toneladas, que revolucionou o conhecimento sobre o planeta.

A Cassini, no entanto, não é a única a fazer do Sistema Solar seu cemitério. Segundo um levantamento feito pela revista científica "Science", outras 41 espaçonaves --intencionalmente ou não-- tiveram um fim similar.

A grande maioria delas foi "enterrada" em Vênus e Marte, que por estarem mais perto da Terra foram mais explorados. Júpiter e Mercúrio, no entanto, também presenciaram algumas mortes de sondas espaciais.

Veja abaixo o fim de seis dessas astronaves: 

Venus Express
Com 700 kg, a sonda Venus Express foi lançada em 9 de novembro de 2005, para estudar a atmosfera de Vênus, da superfície para a ionosfera. Os dados obtidos naquele planeta sugeriram atividade vulcânica nos últimos 3 milhões de anos. A missão terminou em 18 de janeiro de 2015, quando a nave espacial ficou sem combustível e acabou queimada na atmosfera. 

Divulgação/Nasa
Sonda Venus Express explorou a atmosfera de Vênus por dez anos, de 2005 a 2015

Venera 12
Com 760 kg, a sonda Venera 12 foi lançada em 14 de setembro de 1978, para estudar a composição química do solo e da atmosfera de Vênus, bem com a natureza das nuvens. Teve fim no dia 21 de dezembro de 1978 e até chegou a transmitir informações desse "grand finale" por 110 minutos, mas não foi possível analisar a amostra de solo porque a câmera não foi colocada corretamente.

Viking 1
Com 576 kg, a sonda foi lançada em 20 de agosto de 1975, para tirar fotos panorâmicas, estudar o clima, procurar sinais de vida e detectar moléculas orgânicas em Marte. Foi operada por seis anos até que o contato com a Terra se perdeu em 13 de novembro de 1982.

Spirit
Com 185 kg, a sonda foi lançada em 10 de junho de 2003 e chegou à Marte em 4 de janeiro de 2004. Encontrou rochas ricas em carbonatos, que são minerais que se formam na presença de água e carbono. Em 2009, ficou preso em um banco de areia e não conseguiu reorientar os painéis solares de modo que eles produzissem energia suficiente para sobreviver ao inverno marciano. Sua última transmissão foi em março de 2010 e sua morte ocorreu no dia 25 de maio de 2011. 

Nasa
Spirit ficou presa no solo macio e não sobreviveu ao intenso inverno de Marte

Galileo
Com 2.223 kg, a sonda foi lançada em 18 de outubro de 1989, para observar as luas de Júpiter e encontrar evidências de um oceano sob a superfície gelada da Europa (uma das luas do planeta). Seu fim, que foi programado, se deu no dia 21 de setembro de 2003, quando encarou um mergulho no planeta.

Messenger
Com 508 kg, a sonda foi lançada em 3 de agosto de 2004, para analisar a composição química de Mercúrio, geologia e campo magnético do planeta. Encontrou evidências de gelo de água no polo norte. No dia 30 de abril de 2015, por falta de combustível, caiu, após completar duas missões estendidas. 

Divulga??o/Nasa
Sonda Messenger analisou a composição química e o campo magnético de Mercúrio

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos