Cachorros são capazes de reconhecer a si mesmos, aponta estudo

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Pesquisadores norte-americanos conseguiram comprovar a capacidade de os cães se reconhecerem a partir de um teste de cheiro. O estudo do Departamento de Psicologia do Barnard College, nos Estados Unidos, foi publicado na revista científica "Behavioral Processes".

"Os cachorros domésticos se mostravam habilidosos em tarefas cognitivas sociais e até mesmo em tarefas meta-cognitivas, mas não passavam no teste de espelho de autorreconhecimento (MSR)", disse Alexandra Horowitz, líder da pesquisa.

Contrariando esses testes, Horowitz conseguiu confirmar a hipótese de reconhecimento usando uma nova metodologia, a do cheiro. 

O estudo norte-americano usou o chamado "teste de farejo de autorreconhecimento (STSR)" para esclarecer diferentes maneiras de identificação de 36 cachorros domésticos acompanhados de seus proprietários.

Este estudo confirmou a evidência de um estudo russo e mostrou que "os cães conseguem distinguir a imagem olfativa de si ainda que modificada".

O teste de cheiro, segundo os pesquisadores, pode mudar a maneira como algumas experiências sobre comportamento animal são validadas. Isso porque os cães --assim como outros animais-- são bem menos sensíveis aos estímulos visuais do que os macacos e os humanos.

O que explica a ineficiência do teste de espelho aplicada em cachorros. E não quer dizer, no entanto, que eles não têm o poder de se reconhecerem assim como os humanos, os macacos e outros animais. 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos