Quantos vulcões estão atualmente em erupção no mundo?

André Carvalho

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    O vulcão Shinmoedake, no Japão, entrou em erupção em outubro, depois de 6 anos de inatividade

    O vulcão Shinmoedake, no Japão, entrou em erupção em outubro, depois de 6 anos de inatividade

Ao longo da história, erupções de vulcões já levaram pânico e destruição a muitas sociedades. Um dos casos mais emblemáticos é o de Pompeia, na Itália, arrasada pelo vulcão Vesúvio no ano 79 d.C.

De lá para cá, muitos deslocamentos em massa de pessoas que vivem perto destas "portas do inferno" foram registrados. Atualmente, existem 36 vulcões em erupção espalhados pela Terra. 

Se considerarmos, todos aqueles que --no momento em que foram escritas essas linhas-- registraram algum tipo de atividade, ainda que não estejam "cuspindo fogo", este número chega a 155. Além das erupções propriamente ditas, as atividades vulcânicas incluem sinais sísmicos que indicam que um vulcão está na iminência de entrar em erupção ou entrará em estado eruptivo dentro de algumas semanas.

Todos os anos, de 40 a 70 vulcões entram em erupção, de acordo com o geólogo Renato Ramos, do Museu Nacional da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). 

Esses são apenas alguns dos cerca de 1.500 vulcões considerados ativos que se espalham pelo mundo. Os vulcanólogos consideram ativos vulcões que entraram em erupção pelo menos uma vez nos últimos 11.700 anos, ou seja, no período holoceno.

Os vulcões que não tiveram nenhum registro de erupção neste período --que parece longo, mas é curtíssimo se levarmos em conta a idade a Terra, de 4,54 bilhões de anos-- são considerados extintos. O Brasil, por exemplo, não possui nenhum vulcão ativo, mas conta com vulcões inativos de até 2 bilhões de anos.

O fogo no Pacífico

No mapa das "portas do inferno" destaca-se o Círculo de Fogo do Pacífico, uma região de encontro de placas tectônicas. "Provavelmente a região com mais vulcões ativos do mundo", de acordo com Ramos.

O Círculo de Fogo do Pacífico é uma zona de grande instabilidade geológica que se estende por mais de 40 mil quilômetros do sul do Chile à Nova Zelândia. 

A área reúne os países com mais vulcões ativos no mundo, na ordem, Estados Unidos, Rússia, Indonésia, Japão e Chile.

"Os vulcões estão concentrados exatamente nos locais onde uma placa tectônica mergulha por baixo da outra e estas regiões estão concentradas em faixas muito longas como o Cinturão de Fogo", diz o pesquisador do Museu Nacional da UFRJ.

Para se ter uma ideia, dos 36 vulcões em erupção neste momento, 28 ficam nessa área, segundo a página especializada Volcano Discovery, feita por pesquisadores do tema.

Como se formam os vulcões

"Nestas regiões onde placas tectônicas mergulham por baixo de outras, elas mergulham para o interior da Terra e se aquecem. A água que vai junto com essa placa tectônica baixa o ponto de fusão dessas rochas que estão mergulhando. As rochas, então, se derretem e ascendem. E ao subirem à crosta, quando chegam próximo à superfície, elas vão formar vulcões."

Ramos explica que, além dos vulcões que aparecem na superfície (continentais) e "fazem estragos, soltam fumaça, fogo e lava", há também os "vulcões silenciosos", que se situam debaixo dos oceanos.

AP
O vulcão Kilauea, no Havaí, um dos maiores do mundo, está em período eruptivo desde 1983

Um terceiro tipo de vulcão é formado no meio de placas tectônicas, em locais conhecidos como "pontos quentes". Essas são áreas de anomalia termal em que também há abertura no solo. O vulcão havaiano Kilauea é um exemplo desse terceiro tipo, e é considerado um dos vulcões com maior nível de atividade mundo, tem erupções contínuas desde 1983.

'Sempre alerta'

Existem outros vulcões famosos que estão ativos há muitos anos e deixam sempre em alerta a população local, como pode ser constatado nos dados do Programa Global de Vulcanismo do Museu de História Nacional do Instituto Smithsoniano.

O Monte Érebo, na Antártida, está em erupção desde 1972; o Erta Ale, na Etiópia, desde 1967; e o Stromboli, na Itália, desde 1934.

Outros podem ficar milhares de anos sem atividade e "acordar" de repente. "Cada vulcão se comporta de uma forma. Por isso que eles são tão traiçoeiros".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos