Atenção! Estação espacial chinesa está prestes a colidir com a Terra

Do UOL, em São Paulo

  • Engenharia espacial chinesa

    A estação Tiangong-1 voltará à Terra em 2018, mas ainda não se sabe exatamente onde irá cair

    A estação Tiangong-1 voltará à Terra em 2018, mas ainda não se sabe exatamente onde irá cair

Com nada mais nada menos que 8,5 toneladas, a estação espacial chinesa Tiangong-1, lançada em 2011, está prestes a chegar à Terra como uma bola de fogo capaz de espalhar detritos por milhares de quilômetros. A previsão da Agência Espacial Europeia, segundo o jornal britânico "The Guardian", é que a colisão aconteça entre 27 de março e 8 de abril. 

A agência espacial chinesa perdeu o controle da Tiangong-1 em 2016, cinco anos depois de seu lançamento. Rastreada por agências espaciais de todo o mundo, a espaçonave está a uma altitude aproximada de 241 quilômetros e dando voltas em torno da terra a uma velocidade média de 28.968 km/h.

A posição da órbita da Tiangong-1 indica a possibilidade de a queda acontecer em vastos trechos da América do Norte e do Sul, China, Oriente Médio, África, Austrália, partes da Europa - e grandes faixas do Oceanos do Pacífico e do Atlântico.

Leia também: 

Não se sabe, no entanto, quais as probabilidades de a nave espacial sobreviver à colisão com a Terra, já que a China não divulgou detalhes sobre os materiais usados para a construção da Tiangong-1. Mas, segundo especialistas, a espaçonave pode ter tanques de combustível de titânio com hidrazina [um produto químico altamente tóxico], que pode representar um perigo se aterrissarem em áreas povoadas.

"Para fazer qualquer declaração sensata sobre o que sobreviverá, precisamos saber o que está por dentro da nave espacial", disse o analista de resíduos espaciais da ESA Stijn Lemmens em entrevista ao "The Guardian". "Mas a agência espacial chinesa é a única que sabe o que está a bordo da Tiangong-1, bem como como do que ela é feita."

Vale ressaltar que a Tiangong-1 é muito menor do que a Estação Espacial Internacional, que é do tamanho de um campo de futebol e pesa mais de 400 toneladas. A espaçonave chinesa tem apenas 10 metros de comprimento e 3 metros de largura. A titulo de comparação, em 2015, uma embarcação russa um pouco menor do que a Tiangong-1 (7,5 toneladas), que estava a caminho da ISS, caiu de volta à Terra, queimou-se sobre o Pacífico e apenas pequenos pedaços sobreviveram à colisão.

As chances de colisões como essas ferirem alguém a partir dos seus detritos, de acordo com as avaliações de riscos, é de uma em cada 10 mil. Em geral, os cientistas adotam a "reentrada controlada" para dirigir a nave espacial a uma área do Pacífico Sul conhecida como "cemitério das naves espaciais". Mas não se sabe se a agência espacial chinesa adotou esse processo.

De qualquer forma, considerando a estrutura da Terra (70% coberta por oceanos), as chances são altas de que a Tiangong-1 caia em alto mar e nem seja vista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos