Topo

Alinhado com a Nasa, Musk quer trabalhar no desenvolvimento de base na Lua

Jim Watson/AFP
Elon Musk vislumbra base lunar depois de contrato de transporte para ISS Imagem: Jim Watson/AFP

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

2019-03-03T15:01:31

03/03/2019 15h01

Resumo da notícia

  • Para executivo-chefe da SpaceX, construção de base lunar antecede envio de pessoas a Marte
  • Sua ideia é que a base fique permanentemente ocupada, como a ISS
  • Nasa já havia anunciado, em 2019, o desejo de ocupar a Lua

Elon Musk planeja a ida da humanidade para Marte, mas, antes de viajar para outro planeta, o executivo-chefe da SpaceX afirmou neste sábado (2) que uma base deve ser construída na Lua. Esta ficaria constantemente ocupada por seres humanos a partir do momento que for montada.

A declaração foi dada em uma entrevista coletiva que antecedeu em um dia a acoplagem da cápsula Crew Dragon à Estação Espacial Internacional (ISS). O evento foi o primeiro passo de um contrato bilionário da SpaceX com a Nasa, que contratou a empresa de Musk para desenvolver uma espaçonave capaz de levar astronautas americanos à ISS. Desde 2011, os americanos vinham sendo levados para lá pelos foguetes russos Soyuz.

Um pouco "desgastado emocionalmente" após um processo que chamou de super-estressante, Musk já começou a pensar como sua empresa poderia trabalhar em conjunto com a Nasa para projetos que envolvam o satélite natural terrestre.

"Devemos ter uma base na Lua, tipo uma base ocupada permanentemente por humanos na Lua, e daí mandar pessoas para Marte. Talvez haja algo além da Estação Espacial, mas vamos ver", disse o executivo na entrevista, registrada pelo "Business Insider".

A declaração provocou uma resposta de Jim Bridenstine, chefe da Nasa, que já havia mencionado o plano de uma base lunar neste ano. Na interação entre os dois, Musk reforçou sua posição e ouviu a seguinte resposta de Bridenstine:

"Não há dúvidas que a SpaceX tem algumas ideias incríveis sobre o que eles poderiam nos ajudar a fazer na Lua e o que eles poderiam ajudar a coalizão de parceiros internacionais enquanto desenvolvemos isso juntos."

Desde 2010, a Nasa pagou mais de US$ 3 bilhões em contratos para que a SpaceX desenvolvesse o serviço que começou a ser entregue neste fim de semana. A cápsula que acoplou na ISS levou um boneco equipado com sensores, que medirão as forças exercidas sobre os futuros passageiros dela.

A primeira missão tripulada com equipamento está prevista para este ano. Será a primeira de seis viagens da SpaceX bancadas pela Nasa em cumprimento de um contrato assinado em 2014. Depois, quem sabe, a dupla reedita a parceria para estabelecer uma base lunar.

Mais Astronomia